Santos ganha processo contra zagueiro

O Santos foi absolvido nesta quarta-feira no processo movido contra o clube pelo zagueiro Márcio Santos pela 7ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP), que condenou o jogador ao pagamento de multa rescisória no valor de R$ 3,5 milhões, acrescida de juros e correção monetária. Além disso, Márcio Santos foi condenado ao pagamento de uma quantia ainda não estipulada pelos danos morais provocados ao Santos com a ação de rescisão contratual. As custas do processo - R$ 80 mil - também ficarão por conta do jogador, que pode recorrer da decisão do TST paulista. Márcio Santos, escalado para o jogo desta quarta-feira à noite pelo Etti Jundiaí justamente contra o Santos, deixou o clube de Vila Belmiro ao ser afastado pelo técnico Giba que dirigia o Santos na época e atualmente é seu treinador no time interiorano. Inconformado, o zagueiro recorreu à justiça, exigindo o pagamento da multa rescisória, com valor aproximado de R$ 6 milhões. Com a decisão, o débito do clube foi considerado inexistente, segundo informou a Assessoria de Imprensa do Santos.

Agencia Estado,

20 Março 2002 | 18h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.