Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santos tenta recuperar seu artilheiro em busca da primeira vitória

Equipe encara o Coritiba e conta com os gols de Ricardo Oliveira, que só fez três na temporada

O Estado de S.Paulo

20 Maio 2017 | 07h00

O Santos tenta neste sábado sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro com um ponto de interrogação sobre o desempenho de seu principal atacante. Em 13 partidas disputadas em 2017, Ricardo Oliveira marcou apenas três gols. Diante do Coritiba, atuando na Vila Belmiro, o clube e o próprio jogador esperam o início de uma recuperação.

O desempenho de Ricardo Oliveira já vem sendo comparado ao dos reservas. Kayke tem seis gols em dez partidas e Rodrigão, a terceira opção da posição, soma os mesmos três de Oliveira, mas em seis jogos. Nas últimas duas temporadas, Oliveira tem feito gradativamente menos gols. Em 2015, ele marcou 37; no ano passado, 22. Em 2017, ele chegou a ficar cinco jogos sem balançar as redes.

A falta de gols não ameaça a condição de titular do jogador do 37 anos. Na partida diante do The Strongest, pela Libertadores, ele ficou no banco de reservas por opção do técnico Dorival Júnior, que abriu mão de um centroavante para povoar o meio-campo. Embora não tenha confirmado o time titular, Dorival deve fazer o movimento inverso e retomar a postura ofensiva em sua casa.

Ricardo Oliveira teve vários problemas físicos na temporada. O principal deles foi uma caxumba no início do ano.

Depois da maratona de jogos contra Paysandu, Fluminense e The Strongest em uma semana, todos fora de casa, a tendência é que alguns titulares sejam preservados, como Renato e Lucas Lima. Com dores no joelho, Victor Ferraz está fora do duelo. O substituto deverá ser Matheus Ribeiro. Mas o lateral Zeca está de volta após passar por uma artroscopia no joelho esquerdo; o zagueiro David Braz se recuperou de um estiramento na coxa esquerda que o tirou das três últimas partidas e também se põe à disposição. "Ainda estou cansado. Se precisar de mim, eu jogo. Não devemos 'pagar' de heróis. Precisamos ganhar do Coritiba porque perdemos para o Fluminense", disse o meia Vitor Bueno, autor do gol de empate diante do time boliviano.

Dorival também deve mesclar o elenco de olho na partida de terça-feira, contra o Sporting Cristal, na Vila Belmiro, pela Libertadores. Embora já esteja classificado, o time quer somar pontos pensando na definição dos próximos confrontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.