Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Santos viaja para Bolívia com meta de vencer altitude e entrosamento adversário

Equipe encara o The Strongest nesta quarta-feira, em La Paz

O Estado de S.Paulo

15 Maio 2017 | 18h14

A delegação do Santos embarcou para a Bolívia, nesta segunda-feira, em busca da classificação com uma rodada de antecedência na Copa Libertadores. O time enfrentará o The Strongest, nesta quarta, na altitude de La Paz - cidade situada a 3.600 metros acima do nível do mar - e poderá voltar com a vaga assegurada na próxima fase da competição continental caso ao menos empate com os bolivianos.

Na tentativa de atenuar os efeitos fisiológicos da altitude nos atletas, a delegação irá se concentrar e treinar em Santa Cruz de la Sierra (apenas 416 metros acima do nível do mar) e só irá para La Paz poucas horas antes do início da partida.

O experiente volante Renato, que completa 38 anos nesta segunda-feira, confirmou que a questão da altitude é uma dificuldade extra a ser superada pelo grupo santista, além da qualidade e do entrosamento do time boliviano.

"Temos consciência da dificuldade do jogo. A altitude, certamente, é um fator que complica ainda mais. Além disso, eles têm um bom time, que joga junto há quatro, cinco anos, então também tem a questão do entrosamento. Mas vamos focados, em busca da nossa classificação", garantiu Renato, pouco antes do embarque.

O atacante Vitor Bueno minimizou a vantagem santista de obter a classificação apenas com um empate contra o The Strongest. Para o jogador, autor de um dos gols do time na vitória por 3 a 2 sobre o Independiente Santa Fe, em São Paulo, no último dia 4, revela que o elenco jogará para vencer. "Sabemos que um empate já basta para nos classificarmos. Mas queremos mais. Queremos a vitória e vamos em busca dela", garantiu.

Com oito pontos, o Santos lidera o Grupo 2. O The Strongest está em segundo lugar na chave, com sete. O Independiente Santa Fe, da Colômbia, é o terceiro com quatro pontos - e ainda sonha com a classificação como segundo do grupo. O Sporting Cristal, do Peru, é o lanterna com dois pontos e tem chances remotas de obter uma vaga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.