São Bernardo marca após sete jogos e ganha do Botafogo no Paulistão

Quem não fez gol não vence. O São Bernardo ficou sete jogos sem balançar as redes, mas voltou a festejar com sua torcida, neste sábado à tarde, quando Lúcio Flávio marcou o gol da vitória sobre o Botafogo de Ribeirão Preto, por 1 a 0, pela 13.ª rodada do Campeonato Paulista. Desde a quarta rodada, quando bateu o Penapolense, por 1 a 0, em Penápolis, o São Bernardo não marcava um gol.

Estadão Conteúdo

28 Março 2015 | 18h09

O gol quebrou um longo jejum e também foi importante para a tentativa de sair da zona do rebaixamento. Com 11 pontos, o time do ABC ainda é o lanterna do Grupo A e ocupa a 18.ª posição na classificação geral. Apesar da derrota, a equipe de Ribeirão Preto é vice-líder do Grupo C, com 16 pontos, atrás do Palmeiras, com 27.

Com o apoio de sua torcida, o São Bernardo tomou a iniciativa de jogo. Dominou o meio-de-campo, criou várias chances e exagerou nos erros nas finalizações. Na melhor chance, deu azar. Após levantamento de Cãnete, do lado direito, o volante Moradei apareceu do outro lado e cabeceou de cima para baixo. A bola, caprichosa, tocou na trave e voltou para o meio da área, aos 23 minutos. A defesa aliviou o rebote.

O Botafogo se limitou a se defender e só teve uma chance aos 40 minutos, quando Giacarlo dominou a bola no lado esquerdo da área e chutou no alto. O goleiro Daniel espalmou para escanteio. "Não encaixamos nosso contra-ataque", lamentou o técnico Mazola Júnior.

Mas o time de Ribeirão Preto começou o segundo tempo acuado em seu campo defensivo. O time da casa quase abriu o placar aos cinco minutos, num lance até inusitado. Após levantamento da direita, a bola tocou na parte de trás da cabeça de Halisson e sobrou para Vanger, que tinha entrado no lugar de Carlinhos. O meia tocou por cima do goleiro e a bola ia entrando, quando Halisson se recuperou e deu uma bicicleta quase em cima da linha de gol para aliviar. De quase vilão, ele virou herói.

O São Bernardo continuou na pressão e chegou ao merecido gol aos 18 minutos. Após rebote do goleiro Renan Rocha, a bola ficou para o chute de Lúcio Flávio. Mas Gimenez se esticou e salvou, porém, o rebote ficou com Lúcio Flávio que, desta vez, bateu no alto e festejou muito seu gol.

Sem poder de reação, o Botafogo tentou só chegar ao empate nos últimos minutos na base do abafa. Mas não conseguiu. E deve agradecer por não ter sofrido mais gols, porque não faltaram chances disso acontecer.

Na reta final da fase classificatória, o São Bernardo volta a campo diante da Portuguesa, terça-feira, às 19h30, em Bragança Paulista. O Botafogo terá a semana de folga, porque só pegará o São Paulo, no Santa Cruz, em Ribeirão Preto, domingo, dia 5, às 16 horas.

FICHA TÉCNICA

SÃO BERNARDO 1 X 0 BOTAFOGO

SÃO BERNARDO - Daniel; Carlinhos (Vanger), Diego Jussani, Luciano Castán e Eduardo; Moradei, Dudu (Daniel Pereira), Marino e Magal; Cañete e Lúcio Flávio (Magrão). Técnico: Roberto Fonseca.

BOTAFOGO - Renan Rocha; Gimenez, Eli Sabiá, Halisson e Augusto Ramos; Liel, Bruno Costa, Rodrigo Andrade (Henrique Santos) e Zé Roberto; Diogo Campos (Isac) e Giancarlo (Carlão). Técnico: Mazola Júnior.

GOL - Lúcio Flávio, aos 18 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS - Carlinhos (São Bernardo) e Zé Roberto (Botafogo).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL Estádio 1.º de Maio, em São Bernardo do Campo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.