São Caetano "começa do zero"

Após o terceiro vice-campeonato consecutivo, agora na Copa Libertadores, o São Caetano vai "começar do zero" a luta para conquistar o Campeonato Brasileiro. A estréia do time será dia 11, contra o Paraná em Curitiba. Nesta segunda-feira, uma equipe bastante modificada em relação a que participou do jogo de quarta-feira se apresenta. Jair Picerni deixou o clube depois de dois anos e meio e seu substituto deverá ser anunciado. O lateral Rubens Cardoso e o meia Robert voltaram para o Santos. Os substitutos já foram contratados: respectivamente Lúcio, do Ituano, e Michael, do América-MG. O clube tenta manter o lateral Russo. O atacante Adhemar é considerado presença certa na equipe apesar do presidente, Nairo Ferreira de Souza, ter garantido que o acordo do empréstimo com o Stuttgart, da Alemanha, ainda não havia saído. O Villareal anunciou a contratação do volante Marcos Senna, mas o dirigente do time do ABC negou. "O jogador tem contrato conosco até o dia 31 de dezembro, e não vamos liberá-lo sem uma compensação financeira." Sobre a transferência de outros atletas, o dirigente afirmou não ter recebido proposta. O diretor de Futebol, Genivaldo Leal, afirmou que não há intocáveis. "Se for bom para o jogador e para o clube vamos negociar."

Agencia Estado,

03 Agosto 2002 | 16h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.