São Caetano faz 3 a 0, elimina o Rio Claro e consegue acesso à elite do Paulistão

Time do ABC disputará final da competição contra o Bragantino

Estadao Conteudo

02 Maio 2017 | 21h02

O São Caetano confirmou a sua presença na final do Campeonato Paulista da Série A2 - a segunda divisão estadual - e o acesso à elite com uma vitória convincente sobre o Rio Claro por 3 a 0, nesta terça-feira, no estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP). No jogo de ida, em Rio Claro (SP), no último sábado, houve empate por 2 a 2.

Agora o São Caetano vai disputar o título com o Bragantino, que eliminou o Água Santa nos pênaltis (5 a 3), após ganhar em casa por 1 a 0 e perder o segundo jogo, nesta terça-feira, em Diadema (SP), pelo mesmo placar. Os finalistas garantiram o acesso à Série A1, o Paulistão de 2018, nos lugares dos rebaixados São Bernardo e Audax.

A final vai ser disputada em apenas um jogo com mando do São Caetano, que somou mais pontos nas duas fases: 38 contra 35. Este confronto vai ser disputado neste final de semana. A definição vai acontecer, nesta quarta-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF).

Além da volta à elite, há ainda bons motivos para buscar o título. Vale uma vaga na Copa do Brasil do próximo ano e um prêmio de R$ 280 mil. O vice-campeão fica com o prêmio de R$ 170 mil. O Água Santa, terceiro com 38 pontos, recebe R$ 120 mil e o Rio Claro, quarto com 34, R$ 110 mil.

Os finalistas já foram campeões na elite. O Bragantino subiu em 1988 com título da segunda divisão e sagrou-se campeão estadual em 1990, sob o comando do técnico Vanderlei Luxemburgo. O São Caetano foi campeão da Série A2 em 2000 e conquistou o título paulista em 2004, com o treinador Muricy Ramalho.

O São Caetano caiu em 2013 e o Bragantino, um ano depois. No ano passado, por ironia, fizeram as duas melhores campanhas na fase classificatória, mas não conseguiram o acesso. Agora estão de volta.

Como quem vencesse ficava com a vaga, o São Caetano entrou em campo decidido e logo abriu 2 a 0, com gols de Régis, de cabeça, e depois com Diego Augusto, contra. No segundo tempo, de novo Régis marcou de cabeça, dando números finais ao jogo.

Mais conteúdo sobre:
Futebol futebol Campeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.