Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

São Paulo aposta na disciplina para segurar jogadores pendurados

São cinco titulares nesta situação; volante Petros, há 13 rodadas

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

26 Outubro 2017 | 07h00

A disciplina é uma das apostas na luta do São Paulo contra o rebaixamento no Brasileirão. Sem atletas suspensos há quatro rodadas, o time tricolor está conseguindo segurar seus jogadores “pendurados".

São Paulo treina sem Jucilei em preparação para duelo contra o Santos

São cinco titulares nessa situação: Petros, há incríveis 13 rodadas; Lucas Pratto e Hernanes, há nove; Rodrigo Caio, há três, e Sidão, desde domingo, quando recebeu seu segundo amarelo no jogo contra o Flamengo.

O último jogador suspenso por cartão foi Junior Tavares, que levou o terceiro amarelo no empate por 1 a 1 com o Corinthians, pela 25ª rodada do Brasileirão.

Entre os reservas acionados com certa frequência pelo técnico Dorival Junior, estão pendurados Lucas Fernandes e Gomez. Renan Ribeiro, Lugano e Wellington Nem, que se recupera de cirurgia e não deve jogar mais neste ano, estão na mesma situação.

O técnico Dorival Junior exaltou a situação. "Isso mostra que taticamente a equipe faz grandes jogos, porque para ter jogadores de meio-campo pensurados e que se sustentem por tantas rodadas, é porque alguma coisa de bom a equipe tem."

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.