1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

São Paulo aprova proposta da Globo e vai receber R$ 60 milhões

- Atualizado: 24 Fevereiro 2016 | 09h 55

Decisão sobre os direitos de transmissão dos jogos do clube foi tomada após votação do Conselho Deliberativo

O Conselho Deliberativo do São Paulo se reuniu na noite desta terça-feira no Morumbi e escolheu a proposta da TV Globo para ser a emissora que vai transmitir os jogos do time no Campeonato Brasileiro em canal fechado entre 2019 e 2024. Com a decisão, definida em votação entre os membros do Conselho, o clube vai receber R$ 60 milhões em luvas pela assinatura do contrato, que deve ser na próxima semana.

A outra proposta que estava na mesa para o São Paulo decidir era do Esporte Interativo. O canal oferecia um valor de luvas inferior, de R$ 40 milhões, além de condições diferentes no rateio do total dos direitos de transmissão para os clubes. No caso da proposta da TV Globo, o time do Morumbi vai participar da divisão de R$ 500 milhões entre 20 participantes da Série A. Do total, 40% será repartido igualmente entre todos, 30% de acordo com a classificação no ano anterior e os 30% restantes pela audiência nas transmissões. 

Ataíde conduziu as negociações pelos diretos de transmissão

Ataíde conduziu as negociações pelos diretos de transmissão

O valor de R$ 60 milhões pela assinatura do contrato é considerado fundamental pela diretoria para manter as finanças equilibradas. Parte do montante será utilizado para pagar os direitos de imagem atrasados do elenco, pendência que motivou um pacto de silêncio do elenco na última semana. A intenção do departamento de futebol é usar o valor até mesmo como reserva para evitar novos atrasos.

O vice-presidente de futebol do São Paulo, Ataíde Gil Guerreiro, foi quem liderou a negociação com as emissoras. Nesta terça, segundo presentes à reunião, o dirigente acabou aplaudido pela maioria dos conselheiros, que elogiaram o acordo com a TV Globo. No mesmo encontro, os membros tiveram acesso a informações e valores da dívida do clube apresentados pela empresa responsável por fazer auditoria nas contas.

A reunião marcou ainda o retorno do ex-presidente Carlos Miguel Aidar à vida política do São Paulo. Afastado desde a renúncia do cargo, em outubro, Aidar esteve presente no encontro, realizado no salão nobre do Morumbi. O empresário Abílio Diniz também esteve no local, como convidado do presidente do órgão, porém participou pouco e evitou falar.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX