1. Usuário
Assine o Estadão
assine


São Paulo avisa: vai jogar preocupado apenas em ganhar

Marcius Azevedo - Jornal da Tarde

24 Março 2008 | 07h 43

Capitão Rogério Ceni e o técnico Muricy Ramalho pedem paciência ao torcedor com o time, pelos problemas

O São Paulo está longe de jogar bem. O mais importante neste momento é vencer para continuar na disputa para conseguir vaga na semifinal do Paulistão. E, depois disso, brigar para conquistar o título. Por isso, todos do time são-paulino deixaram o Brinco de Ouro, neste domingo, satisfeitos após o 1 a 0 sobre o Guarani. Veja também:  Borges marca e São Paulo derrota o Guarani em Campinas  Borges brilha e alcança Adriano na artilharia do São Paulo "O torcedor precisa entender uma coisa: o nosso time tem condições de jogar um pouco mais do que vem jogando, mas dar show não é da característica da equipe deste ano", comentou o goleiro e capitão do São Paulo, Rogério Ceni. "Vamos conseguir nossas vitórias assim, na força, na luta, como aconteceu em Campinas." Richarlyson, que começou o jogo deste domingo atuando no meio-de-campo e depois foi deslocado para a lateral-esquerda, acredita que se o São Paulo avançar à semifinal do Paulista vai dar trabalho para os rivais. "O importante é ficar no bolo, próximo do G4 para tentar classificar. Aí nossa equipe vai crescer. É importante saber das nossas limitações e jogar em cima disso. Vamos melhorar no momento certo, na hora de lutar pelo título", afirmou. A vitória da forma que foi no domingo só não agradou ao presidente do clube, Juvenal Juvêncio. Depois do jogo contra o Guarani, neste domingo, ele reafirmou que o time está devendo. "Ainda falta muito para atingir o que imaginamos", disse o dirigente são-paulino. O técnico Muricy Ramalho ressaltou que só foi possível manter o ritmo durante o jogo porque alguns jogadores entraram mais descansados. O atacante Borges, por exemplo, foi um dos poupados e só entrou no segundo tempo. "No jogo deste domingo, botei ele para descansar um pouco, porque vinha de uma partida atrás da outra e ele se sacrifica muito pelo time", explicou o treinador. "Por isso, eu coloquei o Dagoberto no começo. O Miranda também jogou pouco na quinta (contra o Sportivo Luqueño, pela Libertadores), ainda coloquei o Joílson e o Aloísio, atletas que estavam mais descansados da semana." Na próxima quinta-feira, contra o Sertãozinho, no Morumbi, o treinador terá os desfalques de Hernanes e Richarlyson - ambos convocados para a seleção brasileira -, mas comemorou o fato de nenhum jogador ter recebido o terceiro cartão amarelo neste domingo. Sem Hernanes e Richarlyson, Muricy deve escalar Zé Luís e Fábio Santos no jogo contra o Sertãozinho, na próxima quinta-feira, no Morumbi.