1. Usuário
Assine o Estadão
assine

São Paulo bate Flamengo e soma três vitórias seguidas

RAFAEL BRAGANÇA - Agência Estado

09 Setembro 2010 | 00h 21

Enfim o São Paulo pode dizer que embalou no Campeonato Brasileiro. Após um momento de turbulência, o time somou na noite desta quarta-feira a terceira vitória consecutiva, sua melhor sequência na competição. No Morumbi, a equipe são-paulina se aproveitou do mau momento do Flamengo para vencer por 2 a 0, com gols de Marlos e Fernandão.

Superando as ausências de Casemiro e Dagoberto, suspensos, e de Ricardo Oliveira e Fernandinho, lesionados, o São Paulo fez uma boa partida em casa e aumentou o jejum de vitórias do Flamengo, que não vence há seis jogos. Com a vitória pela 20.ª rodada, a primeira do returno, o time paulista foi a 28 pontos e já aparece em oitavo. Já a equipe carioca, com 22, está na 16.ª posição, apenas uma acima da zona de rebaixamento.

Pela próxima rodada, o São Paulo tentará dar sequência à boa fase e vai ao Engenhão encarar o Botafogo, no domingo, sem Miranda e Cléber Santana, suspensos. No sábado, o Flamengo recebe o também ameaçado Vitória em Volta Redonda. Léo Moura está suspenso. Com três gols marcados nos últimos dez jogos, o time ainda não venceu sob o comando de Silas.

O JOGO - O confronto começou aberto no Morumbi. Precisando do resultado para tentar afastar a má fase, o Flamengo também foi ao ataque e manteve a partida equilibrada nos primeiros minutos. No entanto, logo o São Paulo foi se impondo e começou a criar chances para abrir o marcador.

Na primeira grande oportunidade, o time tricolor já fez 1 a 0. Com oito minutos, Richarlyson apareceu bem na frente e achou Marlos entrando na área pela esquerda. O meia-atacante ficou cara a cara com Marcelo Lomba e mostrou frieza para driblar o goleiro, aplicando uma bela finta, antes de tocar para as redes.

O gol fez o Flamengo procurar mais o jogo. Mesmo desorganizado, o time carioca levou perigo aos 14 minutos, quando Correa cobrou falta na área, a zaga afastou e Willians pegou o rebote da entrada da área. O chute forte saiu por cima do gol por pouco. O lance foi um dos últimos com a participação de Correa.

Insatisfeito com a postura do time, o técnico Silas tentou dar mais ofensividade à equipe e colocou o atacante Vinícius Pacheco no lugar do volante. Correa, por sua vez, foi desolado para o banco de reservas. Mesmo com a alteração, o Flamengo não melhorou e seguiu apático. Para piorar, ainda perdeu Diogo expulso, com dois cartões amarelos em sequência. Primeiro, fez falta dura em Richarlyson, e depois simulou uma penalidade.

O rigor do árbitro Alício Pena Júnior facilitou as coisas para o São Paulo, que já tinha o domínio do jogo. Contando com as boas movimentações de Marlos e Marcelinho na frente, a equipe também tinha Jorge Wagner chegando de trás. E foi ele quem fez o cruzamento perfeito para Fernandão cabecear firme, fazendo 2 a 0 aos 41 minutos.

Na saída para o intervalo, o autor do segundo gol são-paulino pediu atenção na segunda etapa. "Bom primeiro tempo. Falta 45 (minutos), não podemos relaxar. O Flamengo é uma equipe perigosa. Agora é manter a seriedade", disse Fernandão. Já Ronaldo Angelim, que falhou na marcação do atacante, reclamou da arbitragem. "Tem que ter critério para os dois lados", afirmou. "Mas o são Paulo foi merecedor do resultado."

Na volta dos vestiários, o interino Baresi deixou claro que a intenção do São Paulo seria segurar o resultado. O técnico tirou Cléber Santana para a entrada do zagueiro Renato Silva, mudando o esquema tático para o 3-5-2. Com um a menos, o Flamengo tentou aproveitar a postura mais defensiva do adversário e partiu para cima, deixando o jogo aberto, mas logo a partida caiu em qualidade e ficou truncada.

Depois de reclamar de um pênalti em Juan, o Flamengo chegou perto de achar o gol em três lances de bola parada, já que seguia sem conseguir penetrar na área do adversário. Léo Moura cobrou duas faltas da entrada da área, mandando uma no travessão e obrigando Rogério Ceni a espalmar outra. Já Renato Abreu, que foi muito mal no primeiro tempo, enfim acertou um chute e o goleiro são-paulino fez mais uma defesa.

Até o apito final no Morumbi, o melhor lance do São Paulo foi protagonizado por Marcelinho, que driblou dois na área e viu Lomba sair nos seus pés para evitar o gol. Silas ainda colocou Petkovic e Diego Maurício em campo, mas nada mudou. Baresi, por sua vez, promoveu a reestreia do lateral-direito Ilsinho. O jovem Zé Vitor também entrou.

Já aos 44 minutos, no último lance do jogo, Rogério fez uma grande defesa, coroando a sua boa atuação no primeiro jogo após completar 20 anos de carreira no São Paulo. O zagueiro Jean cabeceou na área e o goleiro foi buscar, encaixando a bola em cima da linha.

Ficha técnica:

São Paulo 2 x 0 Flamengo

São Paulo - Rogério Ceni; Jean, Xandão, Miranda e Richarlyson; Rodrigo Souto (Zé Vitor), Cléber Santana (Renato Silva), Jorge Wagner e Marcelinho; Marlos (Ilsinho) e Fernandão. Técnico: Sérgio Baresi (interino).

Flamengo - Marcelo Lomba; Léo Moura, Jean, Ronaldo Angelim e Juan; Toró, Willians, Correa (Vinícius Pacheco) e Renato (Petkovic); Diogo e Deivid (Diego Maurício). Técnico: Silas.

Gols - Marlos, aos oito, e Fernandão, aos 41 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - Xandão, Ilsinho, Miranda, Renato Silva, Richarlyson e Cléber Santana (São Paulo); Toró e Léo Moura (Flamengo).

Cartão vermelho - Diogo (Flamengo).

Árbitro - Alício Pena Júnior (MG).

Renda - R$ 290.497,59.

Público - 14.389 pagantes.

Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).