Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » São Paulo confirma a contratação do zagueiro Diego Lugano

Futebol

Agliberto Lima/Estadão

Esportes

futebol

São Paulo confirma a contratação do zagueiro Diego Lugano

Jogador uruguaio assina vínculo com o clube até junho de 2017

0

Ciro Campos,
O Estado de S. Paulo

11 Janeiro 2016 | 21h44

O São Paulo anunciou na noite desta segunda-feira a contratação do zagueiro uruguaio Diego Lugano. Dez anos depois de deixar o time do Morumbi para reforçar o Fenebahçe, da Turquia, o defensor retorna ao clube para iniciar a segunda passagem. O jogador assinou contrato até o dia 30 de junho de 2017 e já está à disposição do técnico Edgardo Bauza para fazer parte da pré-temporada.

O uruguaio de 35 anos vem como aposta para suprir a ausência de líderes e jogadores experientes. A aposentadoria do goleiro Rogério Ceni e saída de Luis Fabiano, agora no futebol chinês, deixaram o elenco carente de atletas identificados com a torcida e com história no São Paulo, como é caso do zagueiro. Lugano será o capitão da equipe para a disputa da Copa Libertadores.

A negociação terminou nesta segunda-feira, com o fim do vínculo com o Cerro Porteño e o posterior anúncio do São Paulo. Lugano desembarca na capital paulista já nesta terça-feira, quando deve ser recebido com festa no aeroporto, mesmo antes da apresentação oficial. Em compensação ao fim do vínculo no futebol paraguaio, a equipe paulista vai realizar um amistoso conta o Cerro, em Assunção, no dia 20 de janeiro.

"O Diego volta para retomar uma história marcada por títulos e uma identificação tão forte que a distância só fez fortalecer nossos laços de afeto mútuo.  Ele será uma peça importantíssima não só dentro das quatro linhas, já que sua experiência, caráter e dedicação também serão fundamentais para ajudar a formar um grupo vencedor e de muita fibra, que joga qualquer partida como final de campeonato", disse o presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, ao site oficial do clube.

Pela seleção uruguaia o jogador disputou duas Copas do Mundo, uma Copa das Confederações e duas Copas Américas. Em uma delas, em 2011, saiu como campeão pela equipe. Ao todo disputou 95 partidas por seu país, com nove gols marcados.

"Estou muito feliz. Ainda não acredito que estou de volta ao São Paulo após tanto tempo. Só posso agradecer a todos pelo carinho e apoio, e tomara que a gente comece o ano com êxito. Sempre com muito trabalho, sacrifício e muito compromisso, vou lutar para honrar esta camisa e retribuir tudo o que fizeram por mim", afirmou o defensor ao site oficial do clube.

TRAJETÓRIA

Lugano teve a primeira passagem pelo São Paulo entre 2003 e 2006. No período, deixou de ser chamado como "jogador do presidente" para se tornar ídolo da torcida, principalmente pela temporada 2005. O ano vitorioso do clube do Morumbi rendeu os títulos do Campeonato Paulista, da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes, todos com Lugano como titular e integrante decisivo.

Na chegada ao São Paulo, em abril de 2003, Lugano foi apresentado pelo então presidente Marcelo Portugal Gouvêa sob desconfiaça. A diretoria queria reforçar a defesa e pediu ao agente uruguaio Juan Figer que indicasse algum nome. O empresário sugeriu um jogador de apenas 22 anos, então reserva no Nacional. O São Paulo topou a sugestão, mesmo sem conhecer de perto quais as características do atleta.

Gouvêa bancou a contratação e ainda na gestão dele, viu o uruguaio se tornar peça fundamental do time. Lugano conquistou a torcida e só deixou o clube em 2006, após a derrota na final da Libertadores, para o Inter. O jogador se transferiu ao Fenerbahçe, da Turquia, onde ficou por cinco temporadas e conquistou quatro títulos.

No futebol europeu o zagueiro também atuou pelo Paris Saint-Germain, Málaga e West Bromwich Albion. Na saída do time inglês, sofreu um período com lesões no segundo semestre de 2014 e escolheu o São Paulo para se reabilitar. Usou a estrutura do clube, conseguiu recuperar a forma física e começa a se reaproximar do time onde se tornou ídolo.

Antes do retorno ao futebol paulista, porém, passou pelo BK Hacken, da Suécia. Quando deixou o time, chegou a ter um acerto verbal com o São Paulo. O acordo não evoluiu porque na época o técnico Juan Carlos Osorio e o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro optaram por dar preferência a jovens zagueiros promovidos da base, como Lucão e Lyanco. A oportunidade ao uruguaio seria no Paraguai, onde viveu boa fase.

A passagem pelo Cerro Porteño durou apenas um semestre e foi intensa. Com cinco gols em 15 jogos, Lugano viveu um período artilheiro. Foi vice-campeão paraguaio e ao visitar o Morumbi para o jogo de despedida de Rogério Ceni, reviveu o contato com a torcida e se aproximou da diretoria. As conversas avançaram e somente no mês de janeiro o clube pode acalmar a ansiedade dos são-paulinos e anunciar o retorno do zagueiro, que ao contrário de 2003, chega com o status de principal reforço da temporada.

Comentários