1. Usuário
Assine o Estadão
assine

São Paulo supera Paulista em dia de protesto contra Pato no Morumbi

Demétrio Vecchioli - Agência Estado

06 Fevereiro 2014 | 21h 29

Sem convencer, equipe chega aos 12 pontos no Campeonato Paulista

SÃO PAULO - Se a vitória por 2 a 0 sobre o Paulista, nesta quinta-feira à noite, servir como parâmetro na troca entre Jadson e Pato, pode-se concluir que o São Paulo é quem leva a pior. Sem concorrência, Ganso pareceu ainda mais acomodado e pouco participou de um jogo dominado pelo time da casa no Morumbi. Na frente, Osvaldo foi bem no seu estilo de correria e Luis Fabiano voltou a deixar a marca do artilheiro, mostrando que Pato pode não ser tão necessário assim.

Vindo de uma derrota no clássico contra o Palmeiras, o São Paulo não atraiu bom público ao seu estádio, mas boa parte dos torcedores presentes ao Morumbi reclamou da contratação de Pato, mostrando que corintiano terá vida difícil no novo clube. Depois de ser criticado em pichações no muro do CT da Barra Funda, Luis Fabiano foi exaltado até pela organizada que tanto reclama dele. Com cinco gols, é um dos artilheiros do Paulistão.

Antonio Carlos também marcou e chegou a quatro. Mais uma vez Alvaro Pereira deu a assistência. Apoiado nos três, o São Paulo lidera o Grupo A do Paulista, com 12 pontos. No domingo, visita a Ponte. O Paulista, por sua vez, tem só dois pontos, é o lanterna do Grupo C e favorito ao rebaixamento.

O JOGO

Apesar da derrota no clássico, Muricy Ramalho escalou o São Paulo com o mesmo time de domingo, até pela falta de opções. O colombiano Pabon chegou, mas ainda não está em forma. A zaga seguia parecendo desentrosada. Tanto que o Paulista foi melhor nos minutos iniciais e Rogério Ceni teve trabalho para impedir que David Batista abrisse o placar.

Com Ganso apagado, o São Paulo confiava em quem vinha de trás. Aos 22 minutos, Alvaro Pereira teve ótima chance, mas pegou muito torto na bola. Aos 30, o primeiro gol. Falta batida pelo lateral, que encontrou Antonio Carlos livre na área para marcar pela quarta vez no Paulistão. Minutos antes, o zagueiro artilheiro já havia sofrido pênalti não marcado.

Talvez pela iminente chegada de Alexandre Pato, Luis Fabiano parecia motivado. Mas com o pé descalibrado. Ainda no primeiro tempo, criou boa chance que Osvaldo mandou para fora e pouco depois desperdiçou a oportunidade que criou.

Muricy não mexeu no time no intervalo e o São Paulo cresceu no segundo tempo. Mas continuou errando na frente do gol Ganso, em péssima noite, perdeu chance na cara de Juliano. Quando Luis Fabiano arriscou, o goleiro pegou. Já Ademilson sequer chutou. Fez cera até ser travado, levando Muricy à loucura.

Dominando o jogo, o São Paulo marcou o segundo aos 15. Osvaldo fez boa jogada pela esquerda, foi à linha de fundo e rolou para o meio. Ademilson não pegou, mas Luis Fabiano mostrou seu faro de artilheiro. O atacante ainda teria outra ótima chance, mas errou o domínio na pequena área e o goleiro pegou.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 2 X 0 PAULISTA

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Luis Ricardo, Antonio Carlos (Paulo Miranda), Rodrigo Caio e Alvaro Pereira; Wellington, Maicon e Ganso; Ademilson (Boschilia), Osvaldo e Luis Fabiano (Ewandro). Técnico - Muricy Ramalho.

PAULISTA - Juliano; Raul (Umberto), Diego Santos, Emerson e Jeff Silva; Mineiro, Lusmar, Jô e Dinelson (Marcio Pitt); Esquerdinha (Carlão) e David Batista. Técnico - Marcio Bittencourt.

GOLS - Antonio Carlos, aos 30 minutos do primeiro tempo; Luis Fabiano, aos 16 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Antônio Rogério Batista do Prado.

CARTÕES AMARELOS - Mineiro, Esquerdinha e Lusmar.

RENDA - R$ 164.435,00.

PÚBLICO - 6.593 pagantes.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo.