JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

São Paulo negocia com a Federação Peruana para adiar apresentação de Cueva

Clube tenta diminuir de quatro para três partidas sem o peruano por causa de repescagem para a Copa

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

16 Outubro 2017 | 11h01

O São Paulo deve entrar em contato com a Federação Peruana de Futebol para negociar a apresentação de Christian Cueva para a disputa da repescagem na Copa do Mundo. Os jogos contra a Nova Zelândia ocorrerão no dia 11 e 15 de novembro e com isso, o meia desfalcaria a equipe por quatro partidas. A diretoria tricolor tenta retardar sua apresentação para contar com ele por pelo menos uma partida. 

+ Leco admite interesse em Kaká, ma nega acerto com o meia

O primeiro confronto será na Oceania, o que deve fazer com que os atletas se apresentem bem antes da partida do dia 11. A ideia do São Paulo é liberar Cueva após o confronto com o Atlético-GO, dia 6. Assim, ele seria desfalque apenas contra a Chapecoense (dia 9), Vasco (12) e Grêmio (15). 

"Será um desfalque muito sério para quatro partidas. Vamos tentar uma composição para ver se poderemos tê-lo em uma ou duas dessas", disse o técnico Dorival Júnior. "O são-paulino conhece o Cueva da seleção peruana, sabe o que ele pode produzir no São Paulo."

+ Petros vê superação e brinca: 'parece que jogam o dobro contra o São Paulo'

Cueva foi um dos destaques da vitória do São Paulo sobre o Atlético-PR por 2 a 1, no sábado. O peruano deu as assistências para os gols de Lucas Pratto e Maicosuel.

"O Cueva é muito diferenciado e tenho uma atenção maior com ele. Foi assim desde o primeiro instante, em todos jogos que ele pode participar teve uma produção muito boa. A equipe está se conhecendo dentro da competição. É muito difícil conseguir que o conjunto se mantenha por 90 minutos e prevaleça sobre o adversário. Com o Cueva em campo, é natural que tenha um crescimento muito grande, ele proporciona isso", comentou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.