Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

São Paulo tenta evitar que tensão política do clube afete elenco

Dorival diz que confia no profissionalismo dos atletas do time que tenta se afastar da zona de rebaixamento

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

26 Setembro 2017 | 07h00

O elenco do São Paulo se reapresenta nesta terça-feira para dar início à preparação para o jogo contra o Sport, marcado para o próximo domingo, e um dos principais desafios do time é se manter distante da tensão política que ronda os bastidores do Morumbi desde o fim de semana. 

+Conselheiro do São Paulo registra boletim de ocorrência contra Leco

Sem perder há três jogos no Campeonato Brasileiro, o São Paulo só depende de si para sair da zona de rebaixamento na próxima rodada do torneio. Atualmente, o time tem 28 pontos e está na 17ª posição.

O clima esquentou no sábado, com a repercussão de uma entrevista em que Leco criticou Rogério Ceni, ressaltando que o São Paulo entrou na zona de rebaimento sob seu comando. Foi respondido pelo ídolo tricolor, que publicou numa rede social uma frase de Rui Barbosa: "Os canalhas também envelhecem".

Na conversa com o Chuteira FC, o presidente ainda criticou a queda de rendimento de atletas como Cueva e Rodrigo Caio e falou que Jucilei dificilmente continuará no time no ano que vem. A entrevista dividiu opiniões dentro do clube. Alguns entenderam que as declarações podem afetar a auto-estima dos jogadores e da comissão técnica do time que luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Além da entrevista, Leco também se envolveu em outra polêmica, no domingo. Um conselheiro do clube registrou um boletim de ocorrência em que acusa o presidente de tê-lo ameaçado e agredido verbalmente nos corredores do estádio do Morumbi, após o empate com o Corinthians. Leco nega as acusações e se diz "tranquilo" em respondê-las.

Questionado sobre o possível impacto de fatores extra-campo entre os jogadores do São Paulo, o técnico Dorival Junior disse confiar no profissionalismo dos atletas, e citou Cueva e Jucilei: "Cueva foi titular e Jucilei é um possível titular - foi um dos primeiros a entrar contra o Corinthians", disse o treinador. "Os jogadores são profiossionais o suficiente para distanciarem essas situações da concentração que é exigida para partidas importantes."

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.