Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

São Paulo vai definir situação de Lugano na próxima semana, diz Leco

Contrato do ídolo com o tricolor termina no final de junho

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

28 Maio 2017 | 07h00

A situação do zagueiro Lugano será resolvida pelo São Paulo na próxima semana. Segundo Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, presidente do clube, haverá uma definição sobre o futuro do atleta, que é ídolo da torcida e cujo contrato termina no final de junho. Aos 36 anos, o uruguaio já avisou que não pretende se aposentar.

"Semana que vem teremos uma definição. Não quero adiantar nada, desculpa", explicou Leco, cercado por jornalistas. A renovação ou não do ídolo da torcida, que sempre que entra em campo é o capitão do time, é um dos assuntos mais recorrentes no clube. Leco não dá pistas, mas deixa no ar a possibilidade de não manter o atleta.

O dirigente fala que Lugano é um jogador "caro" e em outro momento disse que o mercado de transferências costuma ser mais forte na janela do meio do ano do que no final do ano. "Tem toda essa lógica que a gente tem de pensar, e vamos fazer as coisas com respeito", comentou Leco. "De qualquer forma, uma coisa é certa: o desejo do São Paulo é de que, quando ele encerrar a carreira, que faça aqui com uma grande festa."

O torcedor do São Paulo chegou a fazer campanha na internet pela renovação de Lugano e mesmo com muitos pedidos a diretoria do clube não tomou uma decisão. O técnico Rogério Ceni, sempre que pode, enaltece o comportamento de seu jogador e deu explicações sobre ele não ser titular contra o Palmeiras.

"Lugano está sempre bem fisicamente, está disposto a jogar. Elogio pelo comportamento e pelo profissionalismo. Ajuda muito dentro e fora de campo. Ele é um grande amigo, um grande parceiro e se comporta muito bem. Dou a braçadeira de capitão a ele quando joga para que todos tenham a noção da importância dele para o São Paulo", disse.

Leco tenta se esquivar das perguntas e diz que a situação está caminhando para um entendimento entre ele, diretoria e comissão técnica. Depois que o São Paulo foi eliminado três vezes, Lugano chamou a responsabilidade, mostrou apoio ao treinador e garantiu que o grupo não estava rachado. Agora a decisão sobre seu futuro será de Leco.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo FC Futebol Diego Lugano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.