São Paulo vai receber mais da LG

Os cofres do São Paulo vão receber importante ajuda a partir de 2004. As negociações para a renovação de contrato com seu principal patrocinador, a LG, estão adiantadas e devem resultar em ganho de 40% em relação ao acordo em vigor, que termina no fim do ano. Atualmente, a multinacional coreana paga em torno de R$ 600 mil mensais e admite elevar o valor para cerca de R$ 850 mil. Alguns motivos levam a empresa a trabalhar na contramão em época de recessão. O retorno de marketing com a entrada no futebol brasileiro foi acima do esperado. A LG assumiu a liderança em vendas em alguns segmentos eletrônicos no País e acredita que pode crescer ainda mais nos próximos anos. A exposição de mídia foi bastante considerável em 2003 com sua marca estampada na camisa tricolor. O São Paulo vem tendo boa parte de seus jogos pelo Campeonato Brasileiro transmitidos na televisão. O rebaixamento do Palmeiras para a Série B diminuiu a concorrência na tevê e aumentou a presença da equipe na telinha. O novo contrato não se restringirá ao patrocínio da camisa. O clube brasileiro vai, também, tornar-se parceiro do Cheetas Anyang, agremiação coreana pertencente à LG. Os dirigentes acreditam que, com isso, abrem uma nova porta para transação de jogadores. O tempo do novo acordo ainda não foi definido, mas deverá girar em torno de dois anos. Fazendo as pazes ? Luís Fabiano encontrou-se, nesta sexta-feira, na Federação Paulista de Futebol, com a juíza Silvia Regina de Oliveira, para quem pediu desculpas. O atacante a ofendeu durante o clássico entre São Paulo e Corinthians, no dia 12, após ter recebido cartão vermelho. ?Foi uma boa conversa?, disse o artilheiro do Brasileiro, que ainda não teve a data de seu julgamento marcada. O meia Ricardinho segue com dores no joelho direito e não tem presença garantida domingo, contra o Coritiba, no Morumbi, às 18 horas. Caso não jogue, Fábio Santos fará sua função. Gustavo Nery, Alexandre e Carlos Alberto, suspensos, desfalcam a equipe. O presidente Marcelo Portugal Gouvêa esteve nesta sexta-feira no CT e garantiu que o clube pagou tudo o que devia aos atletas.

Agencia Estado,

31 Outubro 2003 | 20h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.