Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Satisfeito com nova função, Victor Ferraz prevê Santos ofensivo em Chapecó

Lateral foi testado como meia pelo técnico Elano na derrota diante do Vasco

O Estado de S.Paulo

10 Novembro 2017 | 17h06

O lateral-direito Victor Ferraz, do Santos, gostou da função em campo que assumiu na partida contra o Vasco (derrota por 2 a 1), na rodada passada do Brasileirão. O jogador foi escalado pelo técnico Elano como meia e garantiu que não vê problemas em continuar a atuar no meio de campo diante da Chapecoense, na segunda-feira, às 20 horas, na Arena Condá, em Chapecó (SC), pelo fechamento da 34ª rodada da competição nacional.

Santistas lamentam derrota, mas afirmam não desistir da luta pelo título

"Tudo que é treinado é válido. Para muitos, aquilo foi surpresa. Mas, para mim, não. Elano treina muito e não é de inventar. Tudo que vocês veem foi treinado. É uma posição legal de jogar, fico mais perto do gol, posso marcar teoricamente um pouco menos por ter um lateral depois de mim. Estou à disposição do Santos e do Elano para a posição que for. Já joguei na lateral esquerda também. Estou aqui para ajudar", afirmou o atleta em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé.

Victor Ferraz acredita que o Santos deva ter uma postura mais ofensiva diante do time catarinense, jogando "um pouco mais no campo do adversário, mesmo fora de casa". O lateral também quer atenção por parte dos companheiros para que a equipe santista não seja surpreendida em Chapecó.

"Conseguimos um bom resultado na última vez que nos enfrentamos lá, mas, sempre que fomos lá, passamos por muita dificuldades. Estamos trabalhando bem para surpreendê-los. Assistimos o jogo deles contra o São Paulo, vimos uma equipe muito bem organizada pelo Kleina (Gilson, treinador). Sempre com um estilo de jogar no contra-ataque. Mesmo jogando dentro de casa, tem tido esse estilo de jogo e a gente vai se preparar para não ser surpreendido", analisou.

Victor Ferraz também rechaçou a existência de problemas internos no elenco santista e defendeu os jogadores, alguns muito criticados após a derrota em casa para o clube cruzmaltino, casos do meia Lucas Lima e do zagueiro David Braz - ambos foram alvos de várias críticas por parte dos torcedores.

"É um grupo que todo mundo se gosta, que não tem diferenças. É por isso que tem dado certo. Ninguém tem deixado de honrar a camisa, tem corrido bastante. E é isso que a gente quer fazer nessas últimas cinco rodadas", complementou Victor Ferraz.

O Santos, terceiro colocado no Brasileiro, com 56 pontos, treinou nesta sexta no CT Rei Pelé. O atacante Bruno Henrique (suspenso) é desfalque certo para a partida. David Braz ainda não está confirmado entre os titulares. Luiz Felipe pode ser a opção da comissão técnica para compor a defesa com Lucas Veríssimo.

Assim, o técnico Elano deverá colocar em campo a seguinte formação contra a Chapecoense: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz (Luiz Felipe) e Caju; Alison, Renato e Victor Ferraz; Lucas Lima, Arthur Gomes e Ricardo Oliveira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.