Seleção treina em clima de festa em Weggis

Arquibancadas lotadas de fãs. Jogadores descontraídos, de alto astral. Apesar da exigência da comissão técnica de Parreira e do esforço do trabalho, a seleção brasileira treina em clima de festa em Weggis, na Suíça. O treino desta quinta-feira de manhã foi um exemplo disso. O ambiente era de descontração e alegria, com muitas brincadeiras de Robinho, Roberto Carlos, Ronaldinho Gaúcho e outros jogadores. Mas tudo sem atrapalhar o trabalho. Houve até uma participação especial no treino. Já no final, o gandula Kevin Walchli, de 13 anos, foi convidado por Rogério Ceni para brincar um pouco no gol. Ele, então, colocou as luvas e ficou defendendo os chutes do goleiro da seleção brasileira. Cheio de fãs A festa é maior ainda nas arquibancadas. O Estádio de Weggis está sempre lotado, com cerca de 5 mil pessoas. Todo mundo quer ver de perto os craques brasileiros, tirar uma foto, conseguir um autógrafo. O clima de festa é justificado. A seleção brasileira reúne alguns dos maiores jogadores do mundo, atraindo inúmeros fãs. Além disso, não há problemas no grupo e a preparação dos jogadores para a Copa caminha muito bem. De qualquer maneira, Parreira já avisou que está atento para qualquer exagero no clima de festa e pode até fazer treinos secretos se achar necessário. Mas, por enquanto, o ambiente descontraído só tem feito bem à seleção brasileira - tanto para os jogadores quanto para os torcedores.

Agencia Estado,

25 Maio 2006 | 10h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.