Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Sem invenção, Corinthians enfrenta o Racing em dia de festa na arena

Carille diz que não precisa grandes mudanças para time voltar a vencer. Torcida promete festa para comemorar os 107 anos da fundação do clube

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 Setembro 2017 | 07h01

Vencer para acabar com os ruídos de uma possível crise é o objetivo do Corinthians diante do Racing, nesta quarta-feira, às 21h45, pela Copa Sul-Americana. O técnico Fábio Carille tem a receita para voltar a ganhar na temporada: não inventar nem mudar nada. 

“Nessas horas, a gente não pode inventar. A gente procura falar muito sobre o que aconteceu contra o Santos, para corrigir algumas coisas, mas não é hora de inventar e, sim, de fortalecer a ideia”, disse o treinador corintiano, que garante que “está tudo sob controle e que não pode se desesperar”. 

Sem tempo para treinar, Carille vai apostar na conversa com os jogadores para tentar corrigir as falhas que ocorreram nas últimas partidas. Se as coisas continuarem a não dar certo, mudanças poderão ser feitas. Mas, por enquanto, ele mantém tudo como está.

O time deve ser o mesmo que perdeu por 2 a 0 para o Santos no domingo. Os jogadores passarão por exames para saber a condição física e só ficará de fora quem apresentar risco de lesão. Marciel continua na lateral-esquerda, pois Guilherme Arana se recupera de lesão na coxa direita. 

Sempre sério nas entrevistas, Carille sorriu quando questionado sobre como é estar em crise sendo líder do Brasileirão. “Eu dou risada. Sei da responsabilidade e isso vem até dos jogadores. Eu não sou de acompanhar o que diz a imprensa, mas a gente tem de conviver com isso e seguir blindado sobre tudo que falam de nós”, comentou.

Além da possibilidade de largar na frente nas oitavas de final da Sul-Americana, o jogo marcará a celebração dos 107 anos de fundação do clube, ocorrido no último dia 1.º, mas que será comemorado com os fãs nesta quarta. O clube, em parceria com algumas torcidas organizadas, promoverá foguetório, bandeiras, fumaças e mosaicos antes e durante o jogo.

Se fora de campo a festa está garantida, dentro deverá ser mais um confronto amarrado, de ataque contra defesa.

O Racing deve ir a campo com cinco defensores e mais um volante marcador. O time comandado por Diego Cocca tem estratégia conservadora e tenta se entrosar, já que a temporada argentina está no começo e a equipe passou por uma grande reformulação.

No total, chegaram 13 jogadores e saíram 21. Os atletas mais conhecidos dos brasileiros são o volante Arévalo Rios, ex-Botafogo, e o atacante Lisandro López, ex-Inter. A equipe ainda conta com Andrés Ibargüen, um dos destaques do Atlético Nacional campeão da Libertadores em 2016.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Marciel; Gabriel, Maycon, Rodriguinho, Jadson e Romero; Jô.  

Técnico: Fábio Carille.

RACING: Musso; Solari, Vittor, Barbieri, Orban e Soto; Pulpo González, 

Arévalo Ríos, Zaracho; Lisandro López e Triverio. 

Técnico: Diego Cocca

Juiz: Eber Aquino (Paraguai).

Local: Arena Corinthians, em São Paulo. 

Horário: 21h45.  

Mais conteúdo sobre:
Corinthians futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.