Sem três titulares, Alemanha faz amistoso com o Japão

Para o amistoso preparatório desta terça-feira contra o Japão de Zico, em Leverkusen, o técnico Jürgen Klinsmann näo poderá contar com três importantes jogadores dentro de seu esquema na seleção alemã. Michael Ballack, que se recupera de lesão no tornozelo, Phillip Lahm, com fratura no braço esquerdo, e Robert Huth, machucado na goleada sobre Luxemburgo, foram vetados pelo departamento médico. Para equilibrar a falta destes atletas, Klinsmann vai mandar a campo o zagueiro Jens Nowotny, do Bayer Leverkusen. A intenção é empolgar a torcida local e dar mais experiência à defesa, que segundo a imprensa germânica continua sendo o ponto fraco do time de Klinsmann. "Precisamos trabalhar as coisas elementares ainda para ter uma melhor saída de bola. Temos de jogar a primeira bola sempre para frente", declarou o auxiliar-técnico Joachim Löw após o jogo em Freiburg, onde o país passeou ao superar Luxemburgo por 7 a 0, no último sábado. Com a entrada de Nowotny, que näo joga na seleção desde a Eurocopa de 2004, em Portugal, Klinsmann pretende forçar uma automatização dentro de campo do que foi treinado exaustivamente em Genebra. Após o jogo contra o Japão, a comissão técnica deve ganhar mais um problema: quem deve sair para a entrada de Ballack. Para a imprensa alemã, até uma mudança no esquema tático para o 3-5-2 pode ser utilizada por Klinsmann para preservar o meio-campo que atuou na partida contra Luxemburgo. O setor foi o mais elogiado do time e o meia do Werder Bremen, Tim Borowski, ganhou muita moral na equipe após os 7 a 0. A opção poderia ser até a saída do ala direito Arne Friedrich e a manutenção de todo o meio-campo, como o deslocamento de Bernd Schneider para a lateral. Com isso, Ballack teria a ajuda de Borowski na criação de jogadas para os atacantes Klose e Podolski, que estão numa forma excepcional. A seleção alemã ainda fará mais um amistoso antes da Copa do Mundo. Depois dos japoneses, o adversário será a Colômbia, na próxima sexta-feira, em Mönchengladbach. Os donos da casa estréiam no Mundial sete dias depois, diante da Costa Rica, em Munique, pelo Grupo A.

Agencia Estado,

29 Maio 2006 | 17h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.