Jorge Zapata/EFE
Jorge Zapata/EFE

Sevilla perde do Málaga e vê vaga direta para Liga dos Campeões ficar distante

Ganso ficou no banco e não entrou

Estadão Conteúdo

01 Maio 2017 | 18h22

Em sua briga com o Atlético de Madrid por uma vaga direta na próxima edição da Liga dos Campeões, o Sevilla se deu mal nesta segunda-feira. No encerramento da 35.ª rodada do Campeonato Espanhol, o time comandado pelo técnico argentino Jorge Sampaoli cometeu erros defensivos, foi derrotado pelo Málaga por 4 a 2, no estádio La Rosaleda, em Málaga, e viu o rival da capital abrir vantagem.

Com 68 pontos, o Sevilla está na quarta posição e hoje teria uma vaga nos playoffs da competição europeia. Depois de golear o Las Palmas por 5 a 0, no último sábado, o Atlético de Madrid foi a 71 pontos em terceiro, o que lhe garantiria a presença na fase de grupos da Liga dos Campeões. Algoz do time da Andaluzia nesta segunda-feira, o Málaga está na 12.ª colocação, com 42 pontos.

Faltando apenas três rodadas para o final do Campeonato Espanhol, o Sevilla vai ter de ganhar suas partidas e torcer muito contra o Atlético de Madrid. No próximo final de semana, pela 36.ª rodada, ambos jogarão em casa. Nesta sexta-feira, o time de Jorge Sampaoli terá pela frente a Real Sociedad, que briga por vaga na Liga Europa. No dia seguinte, o da capital jogará contra o Eibar.

Em campo, mais uma vez o meia brasileiro Paulo Henrique Ganso foi preterido pelo técnico e não saiu do banco de reservas. De lá, no primeiro tempo, viu o atacante Franco Vázquez abrir o placar para o Sevilla, aos 30 minutos, e o meia Pablo Fornals empatar em um belo chute de fora da área, aos 38, no ângulo esquerdo do goleiro Sergio Rico.

Na segunda etapa, os erros defensivos do Sevilla custaram a derrota fora de casa. Sandro Ramírez fez o segundo do Málaga, aos seis minutos, mas Franco Vázquez conseguiu o empate aos 12. Vinte minutos depois, em uma falha do zagueiro Clement Lenglet, Diego Llorente colocou novamente os mandantes em vantagem. Aos 44, a defesa cochilou novamente ao permitir o gol de Juan Carlos em um rebote da defesa de uma cobrança de pênalti - Ramírez bateu e Sergio Rico espalmou.

Mais conteúdo sobre:
futebol Campeonato Espanhol de Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.