Maurizio Brambatti / EFE
Maurizio Brambatti / EFE

Spalletti deixa o comando da Roma e fica livre para assumir a Inter de Milão

Técnico era contestado por utilizar pouco o ídolo Totti em sua última temporada

Estadão Conteúdo

30 Maio 2017 | 09h06

A diretoria da Roma anunciou nesta terça-feira a saída do técnico Luciano Spalletti, em uma mudança que já era esperada no futebol italiano e abre caminho para o treinador assumir o comando da Inter de Milão. O nome do seu substituto ainda não foi anunciado. "O processo para definir um novo treinador está em andamento", disse a Roma em um comunicado oficial.

O anúncio da saída de Spalletti se deu apenas dois dias após o time, sob o comando do treinador, terminar o Campeonato Italiano na segunda posição, o que levou o time a garantir presença na fase de grupos da próxima edição da Liga dos Campeões da Europa.

Spalletti, de 58 anos, já está em negociações com o diretor esportivo da Inter, Walter Sabatini, para assumir o time de Milão. Já Eusebio Di Francesco, ex-jogador da Roma, tendo sido campeão italiano em 2001, e atualmente à frente do Sassuolo, é apontado como o favorito para ser o novo técnico dos atuais vice-campeões italianos.

Encerrada oficialmente nesta terça-feira, a segunda passagem de Spalletti como técnico da Roma havia se iniciado em janeiro de 2016. Enquanto na primeira, ocorrida entre 2005 e 2009, o treinador conquistou dois títulos da Copa da Itália e um da Supercopa da Itália, dessa vez Spalletti deixa o time sem nenhum troféu, embora tenha registrado bons números, com 50 vitórias, 11 empates e 14 derrotas em 75 jogos.

Ainda assim, o presidente da Roma, Jim Pallotta, agradeceu a Spalletti e destacou que sob seu comando nesta temporada, a equipe ganhou mais pontos no Campeonato Italiano e marcou mais gols do que qualquer outro time da história de Roma. "Nós desejamos a Luciano o melhor no futuro", afirmou Pallotta.

Nesta temporada, Spalletti perdeu o apoio da maior parte da torcida da Roma por utilizar pouco o capitão e ídolo Francesco Totti, que anunciou a saída do clube no último domingo, sem, porém, indicar qual será o seu futuro.

Mais conteúdo sobre:
futebol Roma Internazionale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.