1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Suíça tenta evitar história da Copa 2010 contra Honduras

O Estado de S. Paulo

25 Junho 2014 | 00h 44

Equipe tem de vencer e torcer contra os equatorianos, que somam melhor saldo de gols, mas enfrentam a empolgada seleção francesa

O dia 25 de junho não sai da cabeça dos suíços. Nesta data, há quatro anos, a seleção amargou um de seus maiores vexames em Copas. Empatou com Honduras sem gols em Bloemfontein e deu adeus na primeira fase da Copa da África do Sul. Na Arena da Amazônia, em Manaus, a seleção tem a chance de reescrever sua história. Uma vitória se faz necessária, já que com os equatorianos somam melhor saldo de gols, mas enfrentam a empolgada França.

Com chances remotas, os hondurenhos têm de vencer pela primeira vez em Mundiais em nove jogos e, de quebra, por goleada (só fizeram três gols em oito jogos). Ainda precisam que o Equador apanhe. Combinação improvável.

Do lado suíço, com sentimento de vingança e gana de apagar aquele vexame, Benaglio, Lichtsteiner, Von Bergen, Inler e Shaqiri reencontram os hondurenhos. Na época, apenas Shaqiri não era titular. 

Ele entrou na fase final, ainda bem jovem, e nada pôde fazer. Agora, como ídolo de uma seleção que deixou de lado a fama de defensiva e aprendeu a atacar, ele espera dar a alegria que seu povo tanto busca. "Ainda me lembro bem daquele jogo. Estava começando a jogar numa Copa e vou me emocionar com o reencontro. Mas agora estou confiante em realizar um grande jogo para não repetirmos o que aconteceu", disse.

Anne-Christine Poujoulat/AFP
Suíça precisa bater Honduras e torcer por um tropeço do Equador

Camisa 10, e outra grande aposta suíça, o meia Xhaka esbanja confiança na vaga. "Temos uma equipe melhor e de mais qualidade. Além disso, acredito que fizemos por merecer a nossa classificação para as oitavas de final. Queremos a vaga a qualquer custo e vamos mostrar isso também contra Honduras", afirmou.

Eles terão de superar o goleiro Valladares, muralha em 2010 e novamente no caminho. Além do goleiro, Chávez e Figueroa também jogaram naquela decisão do grupo. Eles prometem dar trabalho novamente. "Enquanto tivermos esperanças, não vamos cruzar os braços", falou o técnico Luis Suárez.

HONDURAS x SUÍÇA

HONDURAS - Valladares, Beckeles, Fernández, Figueroa e Izaguirre; Claros, Espinoza, Chávez e Garrido; Costly e Bengtson. Técnico: Luis Suárez.

SUÍÇA - Benaglio; Lichsteiner, Djourou, Von Bergen e Rodríguez; Inler, Behrami, Shaqiri e Xhaka; Mehmedi e Seferovic. Técnico: Ottmar Hitzfeld.

JUIZ -  Nestor Pitana (ARG).

LOCAL - Arena da Amazônia.

HORÁRIO - 19h

TRANSMISSÃO - ESPN, SporTV2 e Fox Sports 2.

Copa 2014