Sul-africanos continuam a viver com apagões elétricos

De acordo com autoridades, o problema ainda ocorre por conta da chuva

Almir Leite, enviado especial, O Estado de S. Paulo

16 Março 2014 | 05h00

JOHANNESBURGO - Um dos problemas que a África do Sul não conseguiu resolver é o dos apagões. Periodicamente, falta energia em todo o país. Um deles ocorreu em 6 de março e se estendeu por todo o dia. A população, no entanto, foi avisada de que ocorreria - o corte foi, inclusive, manchete de um jornal local: "África do Sul no escuro", era o aviso do The Star.

A culpa pelos apagões, de acordo com a Eskom, a produtora e distribuidora de energia do país, é da chuva. Explica-se: na África do Sul, 75% da energia é produzida a partir do carvão, e a empresa alega que as chuvas torrenciais das últimas semanas encharcaram suas reservas desse mineral, comprometendo a produção.

Na preparação para a Copa de 2010, a possibilidade de ocorrerem apagões foi um dos maiores temores da Fifa. E de fato eles ocorreram durante alguns jogos, entre eles o de abertura, entre África do Sul e México. Nos estádios os problemas eram rapidamente sanados com o uso de geradores, mas muitos bairros ficavam horas às escuras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.