Sergei Chirikov/EFE
Sergei Chirikov/EFE

Técnico da Bélgica considera sorteio especial: 'Vivi quase 21 anos na Inglaterra'

Belgas vão enfrentar Inglaterra, Panamá e Tunísia pelo Grupo G

Estadão Conteúdo

01 Dezembro 2017 | 15h46

Cabeça de chave do Grupo G, a Bélgica terá pela frente na fase de grupos da Copa do Mundo as seleções da Inglaterra, Panamá e Tunísia. No duelo contra os ingleses, provavelmente o mais complicado da chave, o técnico espanhol Roberto Martínez não poderá se queixar de não ter informações sobre o adversário.

+ Confira todos os detalhes da tabela da Copa da Rússia

"Vivi quase 21 anos na Inglaterra. Então foi um sorteio muito especial. Mas trata-se de Copa do Mundo e agora temos que nos preparar. Temos um grupo complicado com essas três seleções", comentou.

Roberto Martínez atuou como jogador, de 2002 a 2007, na Inglaterra (Walsall, Swansea City e Chester City). E todos os clubes que dirigiu como técnico durante nove anos, até assumir a Bélgica, em agosto de 2016, foram no futebol inglês.

Ele começou no Swansea City, em 2007. Dois anos mais tarde, foi para o Wigan Athletic, quando fez história ao conquistar a Copa da Inglaterra, em 2013, em cima do Manchester City. Apesar do título, o treinador foi demitido por conta do rebaixamento do clube no Campeonato Inglês. Em 2013, ele assumiu o Everton, onde permaneceu até 2016.

Como conhece bem o principal adversário do grupo, a sua principal preocupação inicialmente será com o deslocamento de sua seleção. "Provavelmente é o grupo que mais demandará horas de viagem".

A Bélgica fará a estreia em Sochi contra o Panamá. Na sequência viajará para Moscou para enfrentar a Tunísia e fechará a participação na fase inicial contra a Inglaterra, em Kaliningrado. No total, percorrerá 2.890 quilômetros.

Mais conteúdo sobre:
seleção belga masculina de futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.