1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Técnico da Nigéria culpa árbitro pela eliminação na Copa

Rapahel Ramos - enviado especial a Brasília - O Estado de S. Paulo

30 Junho 2014 | 16h 31

Stephen Keshi reclamou de um gol feito por Emenike, anulado aos 18 minutos. O árbitro norte-americano assinalou impedimento

O técnico da Nigéria, Stephen Keshi, culpou o árbitro norte-americano Mark Geiger pela derrota da sua seleção por 2 a 0 para a França pelas oitavas de final da Copa do Mundo, nesta segunda-feira, na estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília. Entre outros lances, o treinador reclamou, principalmente, do gol anulado de Emenike, aos 18 minutos do primeiro tempo - o atacante estava um pouco adiantado e foi marcado impedimento.

"Fizemos uma boa partida, tivemos um pouco de falta de sorte e gostaria de saber porque não valeu aquele gol que fizemos no primeiro tempo. É uma pena. Não houve nenhuma violação no lance", disse Keshi.

Segundo o treinador, o juiz foi conivente com o jogo violento dos franceses. "O árbitro deveria ter dado mais cartões para os jogadores da França. O juiz é humano, sei que alguns erros vão acontecer, mas não tantos assim. Não estou satisfeito. A arbitragem não foi boa. Qualquer derrota é difícil, até mesmo em um amistoso, quando você vê o seu time jogando um bom futebol. Não deveríamos ter sido eliminados dessa maneira", disse.

Fernando Bizerra/EFE
O técnico nigeriano reclamou da arbitragem do norte-americano em Brasília

Keshi também rebateu as críticas de que escalou mal a equipe e, por isso, deu campo de jogo para a França, sobretudo no segundo tempo. "Quando você sofre uma derrota, milhões de pessoas começam a dar opiniões como se fossem os técnicos da equipe, mas antes do jogo nem sabem o que é um esquema tático. A culpa é da equipe toda. Quando ganhamos, todos ganham. Quando perdemos, é o mesmo".

Copa 2014