Luiz Henrique/Figueirense/Divulgação
Luiz Henrique/Figueirense/Divulgação

Técnico do Figueirense mostra compreensão após Fábio abandonar jogo no intervalo

Márcio Goiano diz que conversou no vestiário com o goleiro, que foi embora de táxi

O Estado de S. Paulo

31 Maio 2017 | 09h55

Depois de o goleiro Fábio abandonar o Figueirense após 45 minutos em campo e ir embora de táxi do Orlando Scarpelli, em Florianópolis, no intervalo da partida contra o Boa Esporte pela Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Márcio Goiano adotou um discurso compreensivo diante da postura do jogador.

"Decidi que o Fábio iria iniciar o jogo e, infelizmente, aconteceu um erro individual, mais ou menos da mesma forma que ocorreu no jogo anterior. Quando a gente chegou no vestiário, os jogadores relataram algumas situações, conversei diretamente com o atleta e, como fui profissional, a gente tem de entender o lado da pessoa, do ser humano. Acabamos tomando a decisão de substitui-lo e o Thiago voltou para o segundo tempo", justificou.

Segundo o superintendente de esportes do clube, Carlos Arini, o goleiro de 38 anos alegou problemas pessoais e pediu para deixar o jogo. Ao Diário Catarinense, o dirigente se desculpou com os torcedores do Figueirense e informou que o jogador não faz mais parte do elenco.

"Estamos há muito tempo no futebol e existem situações inusitadas. Quem trouxe o Fábio fui eu, por isso, peço desculpas ao torcedor de uma forma geral. Nem sempre a gente acerta e a responsabilidade da contratação é minha. Ele (Fábio) deixou o time no meio do intervalo, alegou problemas psicológicos, extracampo e foi embora. Falei com ele agora e ele não faz mais parte do grupo", disse.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, Fábio sofreu um gol estranho marcado por Douglas Assis. O zagueiro adversário levantou a bola para a área de muito longe e o goleiro não conseguiu segurar, deixando que ela entrasse direto no gol sem tocar em ninguém. O gramado estava molhado pelas fortes chuvas que caem em Florianópolis. O jogo terminou com vitória do Boa Esporte por 2 a 0.

 

Mais conteúdo sobre:
Futebol Figueirense

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.