Luca Bruno| AP
Luca Bruno| AP

Técnico pede punição da Inter após Gabriel Barbosa abandonar o banco de reservas

Esgotadas as três substituições de Stefano Vecchi, atacante brasileiro segue para o vestiário

O Estado de S.Paulo

22 Maio 2017 | 09h42

Gabriel Barbosa deve ser punido pela Inter de Milão depois abandonar o banco de reservas durante vitória da sua equipe contra a Lazio, pelo Campeonato Italiano, por 3 a 1. Assim que o técnico Stefano Vecchi esgotou suas três substituições, o brasileiro recolheu seus pertences e foi direto para os vestiários do Estádio Olímpico, em Roma. A atitude surpreendeu os jogadores da Inter.

“Esperava entrar? Talvez, como todos aqueles que estão sentados no banco. Ele provavelmente tinha grandes expectativas, assim como o clube e os fãs tinham sobre ele. Nem sempre é culpa do treinador, ele tem algumas boas qualidades que deve colocar a serviço do time. Por que não encontrou espaço com nenhum dos treinadores nesta temporada?”, disse Vecchi durante coletiva após o jogo.

 

Contratado por R$ 103,2 milhões junto ao Santos, Gabriel não conseguiu brilhar em sua primeira experiência no futebol Europeu. Foram dez jogos disputados e apenas 184 minutos em campo. Também chama a atenção que o brasileiro não conseguiu se firmar com nenhum dos três treinadores que passaram pelo time de Milão durante a temporada. Frank de Boer, Stefano Pioli e agora Stefano Vecchi, auxiliar dos dois primeiros.

“Neste elenco há jogadores de ataque muito fortes: Icardi faz 25 gols por temporada, Eder está jogando muito bem, e Palacio, que é um grande jogador e um grande homem, está fora, mas treina sempre ao máximo. Tudo isso deveria ser um exemplo para todos os jovens. Hoje, Gabigol deixou o banco, e o clube vai tomar medidas”, cobrou o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.