Érico Leonan/ saopaulofc.net
Érico Leonan/ saopaulofc.net

Thomaz garante entender metodologia de Ceni e vê São Paulo com um grupo forte

Meia foi contratado recentemente pelo clube

Paulo Favero, O Estado de S.Paulo

03 Maio 2017 | 13h22

Desde que assumiu o São Paulo, o técnico Rogério Ceni quis mudar a forma de trabalhar do grupo, principalmente após os cursos e observações que ele fez na Europa. Ele faz treinamentos inovadores, diferentes e prega que seu time ataque o tempo todo, mantenha a posse de bola e marque forte o adversário.

Na última terça-feira, Thiago Mendes afirmou que ainda está se adaptando à metodologia e ainda tem certa dificuldade com os pedidos do treinador. Já o meia Thomaz, contratado recentemente, garante que não vê problema no estilo de Ceni e acha que o time tem muito a evoluir com as lições de seu comandante.

"Acredito que todos os jogadores estão entendendo o que ele quer. Temos mais posse de bola e maior número de cruzamentos, finalizações e escanteios, mas precisamos encontrar um equilíbrio para fazer os gols e não sofrer. Esses números são importantes, o Barcelona foi o melhor time por muitos anos porque tinha todos esses números, mas havia o equilíbrio e eles não sofriam esses gols", compara.

Thomaz vive a expectativa de ser titular na partida do dia 11, contra o Defensa y Justicia, pela Copa Sul-Americana. É neste jogo de volta que o São Paulo defenderá sua permanência na competição. Pelos treinos da semana, o jogador foi usado na equipe, junto com Cueva, mas não está certo ainda se atuará como meia ou atacante pelos lados.

"A definição de como o time vai jogar é com o Rogério, mas quero estar entre os 11. Creio que posso jogar com Cueva, mas é ele que vai escolher qual é a melhor posição para eu ajudar o São Paulo. Com o elenco que nós temos e a grandeza do São Paulo, temos que ir em busca de um título. Temos duas competições para isso e estamos em um bom caminho", avisou.

Thomaz também destacou a necessidade de o time conquistar uma vaga na Copa Libertadores de 2018. "Com o elenco que nós temos e a grandeza do São Paulo, temos que entrar na Libertadores ano que vem e buscar título. Temos duas competições para isso e estamos em um bom caminho", afirmou.

Depois do duelo pela Sul-Americana, o São Paulo vai estrear no Brasileirão no dia 14 de maio, contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo FC futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.