1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Torcedores argentinos invadem Porto Alegre para partida contra a Nigéria

ANGUS MACSWAN - REUTERS

25 Junho 2014 | 10h 47

Porto Alegre acordou mergulhada em um mar de azul e branco nesta quarta-feira, quando dezenas de milhares de torcedores argentinos invadiram a cidade para o último jogo de sua seleção no Grupo F contra a Nigéria.

A polícia pediu reforços para aumentar a segurança contra possíveis tumultos, embora o clima estivesse amigável e festivo pela manhã.

As autoridades estimaram que mais de 100 mil torcedores cruzaram a fronteira entre a Argentina e o Rio Grande do Sul, mas só cerca de 18 mil têm ingressos, o que significa que muitos ainda procuram revendas de última hora.

Os hotéis estão lotados e muitos acampam ao longo das estradas, dormindo em carros e trailers, ou simplesmente passam a noite festejando. Os restaurantes e bares estavam cheios na noite de segunda-feira, embalados pela cantoria dos torcedores.

Faltando várias horas até a partida das 16h, batalhões da polícia montada patrulhavam as ruas e a tropa de choque se posicionava nas avenidas que levam à Arena Beira-Rio.

Muitos dos torcedores levantavam a camisa da seleção argentina. Um cartaz mostrava o papa Francisco, o argentino Jorge Bergoglio, ao lado do astro Lionel Messi e da lenda Diego Maradona.

"Dormimos no carro", disse Hugo Audalán, de 32 anos, que viajou 800 quilômetros de Santiago del Estero com o amigo Sebastián González. "Não temos ingressos. Estamos procurando quem tenha e queira revender”, disse.

“Estamos aqui pelo que o futebol significa para o nosso país. É nossa paixão”, afirmou González, de 34 anos, que trabalha com relações públicas.

Uma das favoritos no torneio, a Argentina, champeã em 1978 e em 1986, já está nas oitavas de final. Mas, tirando Messi, o time ainda tem que exibir seu potencial, e o técnico Alejandro Sabella admitiu que precisam melhorar.

A Argentina lidera o grupo com seis pontos, e um empate bastaria para terminar como líder. A campeã africana Nigéria precisa de um ponto para garantir a classificação.