Trauco celebra 'melhor momento da carreira' após título pelo Flamengo

Jogador se torna peça-chave do esquema adotado pelo treinador Zé Ricardo

O Estado de S.Paulo

09 Maio 2017 | 19h22

O peruano Miguel Trauco chegou ao Flamengo no início do ano desconhecido da torcida. Mas em menos de um semestre vestindo a camisa rubro-negra, se tornou titular e peça-chave para o técnico Zé Ricardo - seja na lateral ou no meio de campo - e conquistou seu primeiro título como profissional, o do Campeonato Carioca, no último domingo. O momento surpreende o próprio jogador, como ele admitiu nesta terça-feira.

"É o melhor momento da minha carreira. Tenho apenas quatro meses de clube e já tenho meu primeiro título não só com o Flamengo, mas como profissional. Pretendo seguir assim. Obviamente, o Flamengo quer ganhar todos os títulos em disputa e vamos tentar fazer isso", declarou.

Trauco, no entanto, garantiu que o momento de comemoração ficou para trás. Até porque o Flamengo entra em campo já nesta quarta-feira para um duelo decisivo diante do Atlético-GO, em casa, na estreia da Copa do Brasil. Um mau resultado pode encaminhar a queda da equipe no torneio nacional. Por isso, a ordem é "virar a página".

"Agora, temos que focar no que vem. O Campeonato Carioca já passou, temos que tratar de virar a página. Sabemos que, como uma equipe grande, temos que nos concentrar em ganhar todos os títulos e estamos nos preparando da melhor forma para encarar mais essa importante partida", considerou o peruano.

Trauco também ressaltou a importância do descanso para uma equipe que enfrentou uma maratona de jogos neste primeiro semestre, em meio às disputas do Carioca, da Libertadores e da Copa da Primeira Liga. "É importante o descanso, a boa alimentação e a preparação que temos aqui no clube para nos recuperarmos bem."

Nesta terça, Zé Ricardo comandou um treino fechado à imprensa e escondeu a formação do Flamengo que vai a campo na quarta diante do Atlético-GO. A grande novidade da atividade foi o jovem Vinícius Júnior, joia de apenas 16 anos, que realizou seu primeiro treino como profissional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.