Tucumán bate Peñarol e adia classificação do Palmeiras na Libertadores

Vitória por 2 a 1 dos argentinos deixa Alviverde a um empate da vaga antecipada nas oitavas de final

O Estado de S. Paulo

02 Maio 2017 | 21h28

O Palmeiras teve a chance de classificação antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores adiada nesta terça-feira. A equipe dependia do resultado na partida entre Atlético Tucumán e Peñarol, na Argentina, e o único placar que não servia foi exatamente o que ocorreu. O time da casa ganhou por 2 a 1, com gols no segundo tempo, e, assim, eliminou o clube uruguaio.

O placar final não mexe, porém, na boa situação do Palmeiras no grupo 5 da competição. Líder com dez pontos, o atual campeão brasileiro precisa somente de um empate em algum dos dois jogos restantes para se classificar sem depender de outros resultados. Nesta quarta, em Cochabamba, o compromisso é com o Jorge Wilstermann e no dia 24, a partida é contra o Tucumán, no Allianz Parque.

Tucumán e Peñarol entraram em campo pressionados no estádio Monumental José Fierro. Quem perdesse, ficaria em situação muito difícil no grupo. Argentinos e uruguaios demoraram a demonstrar bom futebol e o primeiro tempo terminou sem gols e com atuações muito ruins tecnicamente. O Peñarol estava sem três jogadores, que foram suspensos por três partidas pela confusão ao fim do jogo contra o Palmeiras, na última semana.

No segundo tempo a equipe conseguiu pressionar e abriu 2 a 0 em gols de bola parada. Zampedri chegou ao quinto gol na Libertadores ao abrir o placar aos 32 minutos da etapa final. Pouco tempo, González aproveitou rebote da defesa após o time quase marcar de gol olímpico. O argentino cabeceou para o gol vazio e ampliou a vantagem do Tucumán.

Já no desespero, o Peñarol foi ao ataque e conseguiu diminuir com Gastón Rodríguez, aos 39 minutos. Como o empate dava ao time a chance de se manter com chances na competição, o time tentou pressionar no fim, com direito ao goleiro Guruceaga ir à área para tentar marcar.

A derrota por 2 a 1 deixa como alento ao Peñarol a chance de na última rodada, quando recebe o Jorge Wilstermann, tentar ao menos sair da última posição do grupo e ficar em terceiro lugar. A colocação dá ao clube vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana. Para chegar à despedida da Libertadores com essa oportunidade, os uruguaios precisam torcer para os bolivianos perderem para o Palmeiras nesta quarta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.