1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Valcke desembarca de vez no Brasil e garante: 'Vai ter Copa'

Jamil Chade, correspondente - O Estado de S. Paulo

19 Maio 2014 | 09h 28

Secretário-geral da Fifa começa sua última visita aos 12 estádios do Mundial

GENEBRA - Jérôme Valcke, secretário-geral da Fifa, desembarca de vez no Brasil e garante: "vai ter Copa". Em sua coluna semanal publicada no site da Fifa, o dirigente admite que muito ainda precisa ser feito. Mas alertou que as manchetes nos jornais não refletem o sentimento popular.

"Não há dúvidas: Vai ter Copa", escreveu. "De fato, a Copa já chegou ao Brasil e o mundo inteiro está acompanhando".

Valcke vai iniciar uma visita a cada um dos doze estádios, no que será a última vistoria depois de sete anos de trabalho. A viagem às doze sedes ocorrerá ao lado do secretário-executivo do Ministério dos Esportes, Luis Fernandes.

"Cheguei esta manhã no Brasil e vou ficar até a final ser disputada", explicou Valcke. "Nesse momento, estou aqui para ver que os retoques finais para a operação da Copa sejam completadas em tempo para o ponta-pé inicial". "Nosso foco é o de garantir que tudo esteja pronto para os 32 times, 3 milhões de torcedores nas doze arenas e os bilhões assistindo pela televisão".

A partir de quarta-feira, a Fifa vai receber cada um dos estádios e o primeiro a ser entregue para o controle exclusivo da entidade será a Arena Corinthians, que foi testado no fim de semana e que recebe a abertura da Copa. Curitiba, Natal e Salvador serão entregues no dia dia 25 de maio e serão os últimos a passar para as mãos da Fifa.

Apenas três dias depois, a Austrália desembarca no Brasil e será a primeira das seleções estrangeiras a pisar no Brasil. "Temos dias corridos diante de nós, com muito a ser feito em um esforço coletivo pela Fifa, COL, governo federal, cidades e estados", indicou Valcke.

Segundo ele, as equipes da Fifa já começaram a chegar em cada um dos estádios para instalar as tribunas de imprensa, os sistemas de transmissão, os centros para os convidados VIPs. "Mal posso esperar para ver em primeira mão o progresso feito desde minha última visita", escreveu.

Para Valcke, há uma discrepância entre o que a imprensa diz e o sentimento popular. "Manchetes estão gritando que os brasileiros não querem a Copa", disse. "Isso não reflete as pesquisas de opinião e nem o que vemos", garantiu. Segundo ele, 300 mil pessoas foram ver a taça da Copa em sua turnê e 11 milhões de pedidos de ingressos foram feitos, o maior da história do evento.

Segundo ele, pesquisas em 15 países diferentes mostram que 75% dos entrevistados tem uma atitude positiva no mundo em relação ao Mundial e que 50% estão "muito excitados" sobre o evento. "No Brasil, essa taxa é de 57%", apontou.

Copa 2014