Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Valentim estuda quatro opções para vaga de Bruno Henrique no Palmeiras

Arouca, Felipe Melo, Jean e Thiago Santos podem atuar no meio

Ricardo Magatti/Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2017 | 20h34

Sem Bruno Henrique, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Alberto Valentim tem quatro opções para ocupar a vaga do volante no duelo com o Cruzeiro, na próxima segunda-feira, no Allianz Parque: Arouca, Felipe Melo, Jean e Thiago Santos. Na entrevista coletiva desta sexta-feira, o treinador do Palmeiras afirma que vai fazer sua escolha apenas no treinamento de domingo.

+ Melhor ataque, Palmeiras aposta na versatilidade dos artilheiros

No jogo-treino que terminou com a vitória por 3 a 0 sobre o Inter de Limeira, na Academia de Futebol, o treinador escalou Arouca, Felipe Melo e Jean nos primeiros 45 minutos. Thiago Santos, o outro postulante à vaga, entrou jogou os 45 minutos finais ao lado de Hyoran e Veiga, no meio de campo. Thiago Santos, aliás, é o que, na teoria, tem menor chance de ganhar a posição pelo seu perfil mais marcador.

Pelas características de jogo mais parecidas com as de Bruno Henrique, Felipe Melo e Jean têm mais chances de estarem entre os 11 titulares que encaram o Cruzeiro. O primeiro, preterido por Cuca, tem a confiança de Valentim. Ele foi responsável pela maioria das transições para o ataque do time palmeirense no jogo-treino desta quinta-feira, com bom passe e precisão nos lançamentos.

Por conta da questão física, Arouca sai atrás dos seus concorrentes. O volante ficou quase nove meses fora de combate e voltou aos gramados na vitória sobre a Ponte Preta, no último dia 19, quando entrou nos minutos finais na vaga de Tchê Tchê. O jogador sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo ainda na pré-temporada. Foram necessárias duas operações para voltar a ter condições de jogo.

Dos quatro, quem mais jogou foi Thiago Santos, que entrou em campo 37 vezes em 2017, sendo 20 no Brasileiro. Jean esteve presente em 15 partidas do Brasileiro, torneio em que marcou duas vezes, e 35 na temporada toda. Com o atrito com Cuca que culminou em seu afastamento, Felipe Melo disputou apenas sete partidas no Brasileiro e 27 ao longo da temporada. Recuperado de lesão, Arouca jogou apenas uma vez no ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.