'Vamos fazer de tudo para virar', diz Abel após Flu perder do Grêmio por 3 a 1

Técnico reclama de penalidade não marcada pelo árbitro

Estadão Conteúdo

18 Maio 2017 | 09h26

Depois de ver o Fluminense ser derrotado por 3 a 1 pelo Grêmio no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira à noite, em Porto Alegre, o técnico Abel Braga fez questão de manter o otimismo ao projetar o confronto de volta do mata-mata, no próximo dia 31, no estádio do Maracanã. Por ter feito um gol fora de casa, o time carioca poderá avançar às quartas com uma vitória por 2 a 0.

"A diferença de um gol seria justa, mas não está acabado, não. Fazia tempo que não via os meus jogadores assim no vestiário (inconformados com a derrota). Vamos fazer de tudo para virar. Fico feliz pela entrega deles", ressaltou Abel, em entrevista coletiva concedida após o confronto realizado na Arena Grêmio.

O treinador acredita que o Fluminense merecia um resultado melhor neste duelo de ida e chegou a reclamar da não marcação de um pênalti sobre o zagueiro Henrique no primeiro tempo. Porém, o comandante admitiu que seu time falhou mais do que o habitual e com isso acabou derrotado por 3 a 1.

"Se analisar bem, não os lances dos gols, tivemos erros que normalmente não cometemos. A gente sabia que o Grêmio iria se atirar. A gente teve três contragolpes, mas não resolvemos (com gols nestas jogadas ofensivas). Eles empataram. Voltamos bem para o segundo tempo. Erramos. Sofremos gol no primeiro poste. A vitória foi justa, mas três foi um pouco exagerado", completou.

Henrique, por sua vez, não escondeu a indignação pelo pênalti que acredita ter sofrido ao se enroscar com o também defensor Kanneman após uma cobrança de escanteio, mas também foi otimista ao projetar o duelo de volta com os gremistas.

"Tivemos um pênalti e o árbitro não viu. O 2 a 0 é um placar que dá para a gente conseguir dentro de casa, no Maracanã", disse. "A equipe deles é boa, toca bem a bola. Mas vamos ver. Agora é pensar no Campeonato Brasileiro, pois no fim de semana já tem jogo", completou o zagueiro, projetando o duelo de domingo contra o Atlético-MG, às 16 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.