Williams Aguiar/Sport
Williams Aguiar/Sport

Vanderlei Luxemburgo chega ao Sport com 'fome de vitória'

Treinador assume o time já na partida contra o Botafogo, pela Copa do Brasil

Monica Bernardes, O Estado de S.Paulo

30 Maio 2017 | 18h13

Promessas de resultados de curto prazo e “fome de vitória”. Foi esse o recado dado pelo novo técnico do Sport Clube do Recife, Vanderlei Luxemburgo, nesta terça-feira, durante a entrevista coletiva em que foi oficialmente apresentado no comando da equipe rubro-negra pernambucana.

Sem meias palavras, Luxemburgo deixou claro que quer aproveitar sua estada na equipe da Praça da Bandeira para provar ao mundo do futebol que quer voltar a figurar no ranking dos melhores treinadores do Brasil. Ainda durante a entrevista, realizada pouco mais de duas horas após seu desembarque no Aeroporto Internacional do Recife, ele fez questão de enfatizar a “importância” da torcida do Sport como principal força do time para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro.

“Nos últimos tempos me cobram muito. Mas acho isso legal, porque se estão me cobrando é porque eu tenho valor. Mas o que o pessoal quer é que você ganhe de manhã, de tarde, de noite. Não adiantar ter uma história como a minha. Eles querem título. Quero voltar a ganhar porque me incomoda quando esquecem minha história. Estou motivado, quero e vou ganhar. Querem título? Então eu vim para o Sport. Quero ganhar e vou ganhar” destacou, Luxemburgo, que classificou o torcedor rubro-negro “como um centroavante” que pode empurrar a equipe adiante na competição nacional.

“Não sei como é o grito ainda, estou aprendendo. Mas aquele casá-casá é como se fosse nosso centroavante. Mas para empurrar esse centroavante nosso jogador vai ter que ralar o rabo no chão”, afirmou.

Mantendo o seu conhecido estilo polêmico, o novo comandante do Sport também avisou: “Vou cobrar do Sport que pense como eu. Grandeza. A referência do Sport será o campeonato nacional”, argumentou. Entre os objetivos elencados por Luxemburgo está a conquista de “ao menos”, em suas próprias palavras, uma vaga na Libertadores já nesta edição da competição. Sem meias palavras, Luxemburgo também não perdeu a chance de alfinetar os críticos sobre as afirmaram que ele está ultrapassado. “Estou brigando pelo título”, desafiou.

O novo treinador do Leão já foi confirmado para irá comandar a equipe contra o Botafogo, hoje, na Ilha do Retiro, pela Copa do Brasil. O Sport tem que vencer para se classificar para as quartas de final da competição. “Estou com frio na barriga sim e com aquilo piscando”, afirmou, em tom de brincadeira, o que provocou imediatamente vários risos entre os que estavam na sala de imprensa.

CHEGADA

Na chegada ao Recife Luxemburgo foi recebido por um pequeno grupo de torcedores, a quem respondeu com acenos. Na ocasião, o treinador não falou com a imprensa que estava no local. A negociação com o Sport foi fechada na última segunda-feira, ainda sob o impacto da perda do título da Copa do Nordeste, na última quarta-feira, para o Bahia. Ele vem para lugar de Ney Franco, demitido na semana passada. Aliás, esta é a segunda vez que Luxemburgo substitui Franco. A primeira foi em 2014, no também rubro-negro Flamengo.

Vanderlei Luxemburgo iniciou a carreira em 1983 e tem no currículo cinco títulos brasileiros, dois pelo Palmeiras, um pelo Santos, um pelo Corinthians e um pelo Cruzeiro. Ele ainda passou pelo Real Madrid, da Espanha. Seus últimos trabalhos, contudo, não foram no mesmo nível de sua carreira. O último clube dele foi o Tianjin Quanjian, da China.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.