Vasco deve perdoar o goleiro Hélton

O goleiro Hélton, do Vasco, que perdeu o avião e não viajou com a delegação para Alagoas, onde a equipe foi derrotada por 2 a 1 pelo CSA-AL, durante a estréia nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, não deve ser punido. Hélton, porém, ligou para o técnico vascaíno Evaristo de Macedo e alegou problemas particulares. O treinador conversou com o supervisor de Futebol, Isaías Tinoco, e a questão deve ser contornada, com a diretoria perdoando o jogador. O atacante Euller voltou aos treinos nesta quinta-feira e está recuperado das contusões nos pés. Os médicos liberaram o jogador, que irá enfrentar o Santos, neste sábado, pelo Torneio Rio-São Paulo. O volante Jamir, também recuperado de contusão, retorna ao time.

Agencia Estado,

28 Março 2002 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.