Veteranos sofrem para seguir jogando

No Brasil, o sujeito ultrapassou os 30 anos e já começa a ter dificuldade em arranjar um novo emprego. No futebol não é diferente. Basta ver que muitos dos que um dia já foram considerados craques, hoje não têm onde jogar. Ganharam títulos pelas principais equipes do País e do mundo, estiveram envolvidos em grandes negociações e atualmente correm o risco de encerrar a carreira pela porta dos fundos, sem glamour e esquecidos. Leia mais no Estadão

Agencia Estado,

01 Agosto 2002 | 09h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.