Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Walter encaminha acordo para trocar Corinthians pelo São Paulo

Segundo pessoas próximas ao atleta e ao time alvinegro, a negociação pode ser sacramentada em dezembro

Daniel Batista e Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

05 Outubro 2017 | 11h00

O goleiro Walter pode trocar o Corinthians pelo São Paulo no final do ano. O jogador tem conversas adiantadas com a equipe do Morumbi, que pagará um salário bem maior do que ele recebe no time alvinegro e deverá lhe garantir a condição de titular, algo que pesou bastante para o atleta decidir ir atuar no rival.

+ Dia atípico tem passagem de Temer e goleiros na linha em treino do São Paulo

O acordo, por enquanto, é apenas verbal, mas segundo pessoas próximas ao atleta e ao Corinthians, a negociação deve ser sacramentada em dezembro. As conversas tiveram início em julho, mas os dirigentes corintianos conseguiram convencer o goleiro a permanecer.

Uma das justificativas para ele ficar seria um aumento de salário, algo que não aconteceu. O fato do Corinthians não cumprir com o combinado e também a falta de oportunidades, com Cássio como titular absoluto, fizeram Walter decidir que chegou a hora de sair. 

+ Corinthians pode iniciar 2018 mandando jogo no Pacaembu

O goleiro tem contrato até 2019 e multa no valor de R$ 15 milhões, mas isso não é algo que possa atrapalhar na negociação, já que o Corinthians também tem se mostrado disposto a fazer negócio, já que Cássio deve permanecer no clube e a diretoria aposta em Caíque e Matheus Vidotto como boas opções para a reserva.

Já no São Paulo, apesar do bom momento pelo qual passa Sidão, a busca por um "titular absoluto" é preocupação no clube desde o início da temporada. Sidão, Dênis e Renan Ribeiro revezaram no gol são-paulino, e nenhum teve uma longa sequência como titular.

Com Dorival Junior, Sidão voltou a ter espaço. Dênis tem contrato encerrando no final do ano e ainda não há uma posição oficial do clube quanto a uma possível renovação. Renan Ribeiro tem contrato até maio do ano que vem, mas continua como reserva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.