1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Zagallo deixa hospital no Rio e repete: 'Vocês vão ter que me engolir'

Lara Monsores - Especial para O Estado de S. Paulo

06 Junho 2014 | 16h 18

Desta vez em tom de brincadeira, técnico, que passou 12 dias internado, repete bordão e está liberado para assistir à Copa

 Após 12 dias internado no Hospital Barra D'Or, na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), devido a uma infecção na coluna, o ex-técnico Mario Jorge Lobo Zagallo recebeu alta nesta sexta-feira, 6, e deixou a unidade de saúde às 15h30, acompanhado de seu filho Mario Zagallo.

"Ele está bem, mas vai continuar o tratamento em casa com dois antibióticos, porque a bactéria causadora da infecção ainda não foi identificada", disse Mario.

Sorridente, Zagallo acenou para os repórteres de dentro do carro, fez sinal de positivo e repetiu seu bordão: "Vocês vão ter que me engolir". A frase acompanha o ex-técnico da seleção brasileira desde 1997, um ano antes da Copa da França, quando a equipe conquistou o título da Copa América na Bolívia, contra a seleção da casa, por 3 a 1. 

Ele está autorizado a assistir à partida de abertura da Copa do Mundo entre Brasil e Croácia, dia 12, em São Paulo. A CBF disponibilizou um avião para conduzir Zagallo a todos os jogos da seleção brasileira durante o Mundial. 

"Os médicos só pediram que um enfermeiro acompanhasse o meu pai. Agora estamos aguardando a Fifa liberar a presença desse enfermeiro também", declarou Mário.

Laura Monsores/Estadão
Técnico é convidado de honra na abertura da Copa, no dia 12, em São Paulo

 

Campeão do mundo como jogador em 1958 e 1962, Zagallo também levantou a taça como treinador em 1970, no tricampeonato mundial do Brasil, e esteve na campanha do tetra, em 1994, como auxiliar técnico de Carlos Alberto Parreira. Zagallo ainda foi vice-campeão mundial como treinador da seleção brasileira, em 1998, na França.