Zé Ricardo minimiza empate sem gols em estreia do Fla na Copa do Brasil

Treinador optou por rodar o elenco e o rubro-negro não passou do 0 a 0 com o Atlético-GO em casa

Estadão Conteúdo

11 Maio 2017 | 09h26

O técnico Zé Ricardo minimizou o empate sem gols entre o Flamengo e o Atlético-GO, na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Foi a estreia do time rubro-negro na Copa do Brasil. E, por causa da proximidade de outra estreia, a do Brasileirão, o treinador mandou a campo um time quase todo reserva. Somente o goleiro Alex Muralha e o zagueiro Rafael Vaz foram os titulares em campo.

"Logicamente queríamos vencer a partida e acho que tivemos volume de jogo para tal. Atrapalhou um pouquinho a falta de ritmo de alguns atletas. Mas parabenizei nosso grupo, sequência muito difícil, de partidas decisivas e um grau de desgaste físico e emocional muito grande. De todos os empates possíveis aqui, o 0 a 0 é o que mais nos agrada", disse o técnico.

Para o treinador, o empate sem gols foi resultado da falta de entrosamento da sua equipe, reserva, com a postura mais recuada do Atlético. "Enfrentamos uma equipe que queria fazer um jogo reativo, propõe pouco jogo, e queria jogar no nosso erro. Colocamos uma equipe com três homens mais leves para criar pela lateral do campo. Atingimos o objetivo até determinado momento."

Se não pôde comemorar o resultado, Zé Ricardo celebrou o retorno do meia Ederson. Ele entrou no decorrer da partida após estar afastado dos gramados desde julho do ano passado, em razão de um problema no joelho esquerdo.

"Não é fácil voltar depois de nove meses. Parabenizei o esforço que ele fez e desejo que tenha uma sequência positiva, deve ter sido muito doloroso para ele esperar o tempo todo. Vimos coisas positivas e talvez a maior tenha sido o retorno do Ederson fazendo o que gosta", comentou o treinador.

"A ideia do retorno dele é ganhar ritmo de jogo devagar, ir entrando em forma. Cada jogo tem sua história e vamos avaliar sem pressa, sem nenhum tipo de prazo. Mas foi importantíssimo ele voltar hoje, recuperar um atleta que temos muita fé que pode ajudar a gente. E fez por merecer pelo sofrimento nesse tempo todo e pela vontade de voltar."

O jogo de volta contra o Atlético, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, será no próximo dia 24, em Goiânia, quando o clube goiano terá que vencer para se classificar. O empate em 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis e a igualdade por qualquer outro placar ou a vitória classificam o time carioca.

Mais conteúdo sobre:
futebol Flamengo Copa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.