Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Zé Roberto não joga a toalha e fala que 'ainda há esperança'

Futebol

Matilde Campodonico/AP

Esportes

Palmeiras

Zé Roberto não joga a toalha e fala que 'ainda há esperança'

Lateral lamenta derrota e minimiza culpa de Cuca no resultado

0

Daniel Batista,
Estadão Conteúdo

18 Março 2016 | 00h11

O Palmeiras perdeu para o Nacional por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Parque Central, em Montevidéu, e ficou em situação bastante delicada para a classificação na Copa Libertadores. Com o tropeço, o time alviverde precisa vencer os dois últimos jogos e torcer por uma combinação de resultados nas outras partidas. No final do jogo, Zé Roberto admitiu que a situação é delicadíssima, mas nega ter jogado a toalha.

"Essa derrota não estava nos planos. Viemos com uma postura para ganhar e para recuperar os três pontos que deixamos em casa, mas acho que ainda há esperança. O Rosario e o Nacional ganharam e nos passaram, mas ainda temos dois jogos para ganhar. Temos esperança de classificação e vamos focar no jogo da Argentina", disse o meia, que no segundo tempo voltou a atuar na lateral-esquerda, em entrevista à Fox Sports.

As mudanças na equipe feitas pelo técnico Cuca não surtiram efeito, mas Zé Roberto eximiu o treinador de culpa pelo resultado negativo. "O Cuca procurou escalar o melhor, claro que ele tinha outras opções, mas nós treinamos com essa formação por dois ou três dias e saíram coisas boas. É difícil essa derrota, não era o que esperávamos, mas vamos pensar nos outros dois jogos", analisou o meia de 41 anos.

Com os resultados desta rodada, o Nacional-URU assumiu a liderança do Grupo 2, com oito pontos, seguido pelo Rosario Central, com sete. O Palmeiras tem apenas quatro e o River Plate-URU aparece com dois. O Palmeiras volta a campo na Libertadores no dia 6 de abril para enfrentar o Rosario, no Gigante de Arroyito.

 

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.