EFE/Steve C Mitchell
EFE/Steve C Mitchell

Alonso treina em Indianápolis e recebe aval para tentar vaga nas 500 Milhas

Piloto espanhol registrou média de 219,654mph no seu melhor giro pelo período matinal

O Estado de S.Paulo

03 Maio 2017 | 15h38

Duas vezes campeão mundial da Fórmula 1, Fernando Alonso passou nesta quarta-feira pelo teste para novatos no Indianapolis Motor Speedway, recebendo a liberação para que ele possa tentar a sua classificação às 500 Milhas de Indianápolis, que serão realizadas no final deste mês.

Alonso completou 50 voltas em sua sessão de testes no período matinal, registrando uma média de 219,654mph no seu melhor giro. Ele demorou menos de três horas para passar todas as três fases do teste para novatos em sua primeira pista oval.

"Foi divertido, foi uma boa maneira de começar e alcançar a velocidade. Um pouco difícil no início para atingir as velocidades, mas depois, nos estágios seguintes, foi bom", disse. "No momento tudo parece bom. Agora eu acho que nós realmente começamos".

Depois que o norte-americano Marco Andretti, piloto da Indy, preparou o carro número 29 da Andretti Austosport, Alonso entrou no bólido laranja, equipado com motor Honda, e deu várias voltas para ir gradualmente alcançando os limites de 200mph, passando para 210mph, até voltar aos boxes.

O espanhol vai participar das 500 Milhas de Indianápolis, agendadas para 28 de maio, e também pretende correr no futuro as 24 de Horas de Le Mans. E o seu objetivo é claro: ter vitórias nas provas que compõem a tríplice coroa do automobilismo, o que inclui o GP de Mônaco, que ele ganhou em 2006 e 2007.

Para conseguí-lo, Alonso terá que se acostumar rapidamente a um novo estilo de carro e de pista. O espanhol, de 35 anos, vinha se preparando para a sua primeira experiência na Fórmula Indy em um simulador, onde os muros não são tao intimidantes e sem tráfego.

Dono de 32 vitórias na Fórmula 1, Alonso até já competiu em Indianápolis, mas em um circuito misto, que recebeu algumas edições do GP dos Estados Unidos. O espanhol está na McLaren, que faz péssimo início de temporada, sem ter somado sequer um ponto nas quatro primeiras provas do campeonato.

O presidente do circuito de Indianápolis, Doug Boles, disse que a participação de Alonso fomentou a segunda melhor venda de ingressos nos últimos 20 anos. "Foi ótimo para gerar emoção. Os torcedores de todo o mudo começaram a comprar ingressos. É ótimo para a marca".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.