1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Bolt desiste da temporada e só voltará a correr em 2015

Estadão Conteúdo

24 Agosto 2014 | 13h 16

Após participar somente de três competições no ano, atleta anuncia 'férias antecipadas' e treinador avalia: 'é o momento adequado'

Usain Bolt surpreendeu neste domingo ao antecipar o fim da sua já limitada temporada 2014. O jamaicano fez o anúncio, através do seu treinador, após desistir de competir na etapa de Zurique da Diamond League, na próxima quinta-feira, na Suíça.

Ao divulgar que não competiria em Zurique, o velocista anunciou também que está encerrando sua temporada, mesmo depois de correr em apenas três eventos neste ano. "Sinto que este é o momento adequado para parar enquanto ele está com saúde e livre de lesões, visando a preparação para a temporada 2015", disse o técnico Glen Mills.

Valdrin Xhemaj/Efe
Bolt desistiu de competir na etapa de Zurique da Diamond League

O treinador disse ainda que está satisfeito com a performance demonstrada por Bolt no sábado e na semana passada, no Rio de Janeiro. O bom desempenho prova que o jamaicano está realmente recuperado da lesão que o tirou das competições durante todo o primeiro semestre deste ano.

O recordista mundial dos 100 e 200 metros teve uma temporada muito reduzida porque passou a maior parte do primeiro semestre se recuperando de dois problemas físicos: uma lesão que exigiu uma cirurgia no pé e uma contusão no tendão.

Por essa razão, o velocista só pôde estrear na temporada no início de agosto, quando ajudou a equipe da Jamaica a conquistar medalha de ouro no revezamento 4x100 metros nos Jogos da Commonwealth, em Glasgow, na Escócia.

Depois, Bolt disputou uma prova promocional numa pista montada especialmente na praia do Leme, domingo passado, no Rio. E venceu novamente, ao completar os 100 metros em 10s06. E, neste sábado, ele venceu os 100 metros, com o tempo de 9s98, no Meeting Internacional de Varsóvia, na Polônia.

Apesar do tempo distante do seu recorde, de 9s58, Bolt registrou o novo recorde mundial dos 100 metros em pista coberta, prova que não é normalmente realizada - nas competições indoor, a distância é de 60 metros.

Após disputar apenas três provas neste ano, o jamaicano vai participar de eventos de patrocinadores nos dois próximos meses. E, em outubro, iniciará sua preparação para a próxima temporada, quando o maior desafio será o Mundial de Atletismo, a ser disputado em Pequim, na China, em agosto.