Brasil é punido no Mundial de Hóquei sobre Patins por doping

O Brasil perdeu nesta quarta-feira todos os seus nove pontos e, conseqüentemente, sua classificação para as quartas-de-final do Mundial de Hóquei Feminino sobre Patins, disputado no Chile, uma vez que a goleira Silvana Nishi foi pega no exame antidoping e não poderia participar da competição. A equipe brasileira, que havia ficado na primeira posição do Grupo B, enfrentaria o Chile na próxima quinta-feira, pelas quartas-de-final. No entanto, segundo o presidente do Comitê Internacional de Hóquei sobre Patins, Harro Strucksberg, o Brasil terá de se contentar em disputar do 9.º ao 16.º lugar. Já a goleira Silvana foi suspensa por um período de seis meses. "Tomamos esta decisão após sermos contestados pela Federação Internacional de Esportes sobre Patins", disse Strucksberg, que ainda afirmou que a equipe brasileira "poderá, apenas, apelar sobre a punição da jogadora, já que a decisão de tirar os pontos é irreversível." O Brasil foi o segundo colocado na última edição da competição. Os Estados Unidos ficaram com a vaga brasileira. No entanto, os confrontos das quartas-de-final, que acontecerão nesta quinta-feira, no Ginásio Municipal de San Miguel, em Santiago, sofreram algumas alterações. O Chile, que enfrentaria o Brasil, pegará a Colômbia. As demais partidas serão disputadas entre: Argentina x Estados Unidos, Espanha x França e Portugal x Alemanha.

Agencia Estado,

04 Outubro 2006 | 16h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.