1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Brasil só terá seis boxeadores garantidos nas Olimpíadas do Rio

AE - Agência Estado

03 Fevereiro 2014 | 17h 02

Nos Jogos de 2016, boxe terá 272 atletas, divididos em 13 categorias de peso

RIO - A Aiba (Associação Internacional de Boxe) foi uma das primeiras federações de modalidades olímpicas a divulgar, nesta segunda-feira, os critérios de classificação para os Jogos Olímpicos do Rio 2016. A expectativa é que, durante a semana, as demais modalidades recebam do COI (Comitê Olímpico Internacional) as respectivas informações. O boxe terá 272 atletas, divididos em 13 categorias de peso. Nas 10 masculinas, competirão 250 atletas, numa média de 24 por chave. Já nas três femininas, 36 pugilistas, apenas.

Assim, uma vitória garante medalha para uma cabeça de chave entre as mulheres. Cada país pode levar um atleta por categoria. O Brasil terá direito a seis vagas como país-sede da Olimpíada, sendo cinco no masculino e uma no feminino. As dos homens devem ser alocadas nas oito categorias mais leves, não ficando garantida nenhuma no peso pesado nem no peso super pesado.

O Brasil pode completar a delegação pelo ranking mundial, pelo pré-olímpico pan-americano (três vagas), pelo ranking da World Series Boxing, pelo Mundial/2015 ou mesmo pelo pré-olímpico mundial. Entre as mulheres estas vagas podem ser alocadas em qualquer uma das três categorias de peso. As possibilidades de aumentar o número de classificadas estão restritas ao Mundial de 2016 (quatro vagas por categoria) e ao pré-olímpico continental (uma vaga).

TIRO COM ARCO

Também já foram divulgadas informações sobre o sistema de classificação para o tiro com arco. E o Brasil tem garantidas três vagas no feminino e três no masculino: exatamente o limite. Assim, participará da disputa individual e da por equipes.