1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Brasileiros vão mal na Diamond League de Estocolmo

Augusto Dutra não conseguiu marca no salto com vara e Mauro Vinícius da Silva foi apenas o sétimo no salto em distância

Os brasileiros Augusto Dutra e Mauro Vinícius, o Duda, não tiveram bons desempenhos na etapa de Estocolmo da Diamond League de atletismo, nesta quinta-feira. Longe do pódio, Duda foi apenas o sétimo colocado no salto em distância. Augusto Dutra não conseguiu registrar uma marca válida no salto com vara.

Duda saltou 7,88 metros e ficou em penúltimo lugar, à frente somente do norte-americano Jeff Henderson (7,78m). A medalha de ouro ficou com o sul-africano Godfrey Khotso Mokoena (8,09m), enquanto a prata foi obtida pelo holandês Ignisious Gaisah (8,04m). O sueco Michel Torneus levou o bronze (8,03m).

No salto com vara, Augusto Dutra desperdiçou suas três tentativas de salto. Sem registrar uma marca, não foi listado entre os classificados, assim como o francês Renaud Lavillenie, atual campeão olímpico da prova. A derrota do saltador da França é considerada uma das maiores decepções da temporada porque vinha de 20 vitórias consecutivas na prova.

Renaud Lavillenie encerrou uma série de 20 vitórias em Estocolmo
Renaud Lavillenie encerrou uma série de 20 vitórias em Estocolmo

"Estou muito decepcionado. As condições foram muito difíceis aqui, com vento forte e frio. Quando você espera por mais de duas horas na pista, é difícil manter o corpo aquecido", comentou o francês, que viu a medalha de ouro ficar com o grego Konstadinos Filippidis.

O atleta da Grécia e os demais integrantes do pódio, o polonês Piotr Lisek e o chinês Xue Changrui, cravaram a marca de 5,60 metros. Filippidis ficou com o ouro porque alcançou a marca antes dos rivais.

Entre os destaques das provas de corrida, o jamaicano Nesta Carter faturou o primeiro lugar nos 100 metros ao marcar 9s96. Keston Bledman, de Trinidad e Tobago, levou a prata, com 10s09, seguido do britânico Chijindu Ujah, com 10s10. A prova não contou com os principais velocistas da atualidade, como Usain Bolt e Tyson Gay.

No feminino, a norte-americana Allyson Felix conquistou o ouro nos 200 metros, com o tempo de 22s85. A atual campeã olímpica da prova superou as compatriotas Tori Bowie (22s91) e Joanna Atkins (23s19).