Confederação quer CCE do Brasil entre os oito primeiros

Conjunto Completo de Equitação começa disputa no domingo, com o adestramento

Agência Estado, AE

24 Julho 2012 | 08h52

LONDRES - Modalidade pouco difundida no Brasil, o Conjunto Completo de Equitação (CCE) vai à Olimpíada com equipe completa pela sexta edição seguida dos Jogos. E a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) espera que o time treinado pelo britânico Nick Turner fique entre os oito primeiros em Londres.

"O grupo está muito bem e é experiente. A equipe é muito homogênea e se conseguirmos um bom adestramento teremos a base para seguir obtendo bons resultados. Acho dentro do esperado iremos fazer uma boa Olimpíada, temos boas condições de terminar entre os oito melhores", comentou Carlos Bellandi, diretor de CCE da Confederação.

O CCE envolve três provas: o adestramento, o cross-country e os saltos. E a primeira delas, que será realizada no próximo domingo em Londres, é a pedra no sapato do CCE brasileiro. Um bom desempenho no adestramento isentaria os cavaleiros de buscar a recuperação no cross e nos saltos.

O time do CCE do Brasil é formado por Marcio Jorge (montando Josephine), Serguei Fofanoff (Barbara), Ruy Fonseca (Tom Bombadill Too), Renan Guerreiro (Kenny) e Marcel Tosi (Eleda All Black). A equipe treina junto na Inglaterra desde março e entra na Vila Olímpica nesta terça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.