1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Convocado para seleção, Felipe marca e dá vitória ao Corinthians

- Atualizado: 27 Março 2016 | 10h 19

Zagueiro faz de cabeça e garante o 1 a 0 sobre o Ituano

O zagueiro Felipe foi o centro das atenções do Corinthians antes, durante e depois da vitória por 1 a 0 sobre o Ituano, neste sábado à noite, no Itaquerão. Antes do jogo, foi ovacionado pelos torcedores pela primeira convocação à seleção brasileira - ele foi chamado para ocupar o espaço aberto por David Luiz, que está suspenso.

Durante a partida, ele não deu nenhuma chance para os atacantes. Aos 42 minutos do segundo tempo, ele fez o gol da vitória, com uma cabeçada certeira no ângulo após cobrança de escanteio batido por Fagner. Foi um dia mágico para o zagueiro no jogo em que a arena atingiu a marca de dois milhões de torcedores desde sua inauguração.

Depois de garantir a continuidade do ímpeto corintiano mesmo depois de ter a vaga assegurada - o Corinthians já está classificado desde o meio da semana -, Felipe se apresenta neste domingo ao técnico Dunga para o jogo da seleção contra o Paraguai, terça-feira, pelas Eliminatórias da Copa de 2018. Provavelmente será reserva, mas a convocação coroa a boa fase de um defensor que chegou longe dos holofotes ao Corinthians.

Zagueiro Felipe comemora o gol da vitória em dia de convocação à seleção brasileira
Zagueiro Felipe comemora o gol da vitória em dia de convocação à seleção brasileira

Hoje, Felipe é o exemplo de uma defesa que se tornou um dos pontos altos do time. Já são cinco jogos sem sofrer gols no torneio. Neste sábado, o setor correu poucos riscos, e Felipe ainda definiu o jogo, marcando seu segundo tento no torneio. Na comemoração, evitou a cambalhota característica depois da reação negativa de Tite ao salto mortal.

O zagueiro encerrou uma agonia que está se tornando rotina para os corintianos. Foi o quinto jogo em que o time conseguiu a vitória nos minutos finais. Neste sábado, a tortura havia sido ainda maior, pois o time martelou o jogo todo, dominou, criou e acertou quatro bolas na trave. O Corinthians encontrou um rival bem equilibrado, que se propôs a jogar de igual de igual. O time da casa só conseguiu se impor no segundo tempo e "amassou" o time do interior até o gol.

TORCIDA

Foi o primeiro jogo depois da reunião entre a direção do Corinthians e a Polícia Militar para diminuir os conflitos entre torcedores e policiais. Neste sábado, as faixas de protestos das organizadas, que seriam um dos motivos para os conflitos, diminuíram consideravelmente. Foram exibidas apenas cinco faixas no setor oeste, ao lado do setor destinado às organizadas. O conteúdo, no entanto, permaneceu o mesmo, com críticas à Rede Globo, CBF e à Federação Paulista. No intervalo da partida, elas foram retiradas.

Nos dois últimos jogos, foram registrados conflitos entre a torcida e a PM. Neste sábado, nenhum incidente grave foi registrado. No início do jogo, foram ouvidas três bombas, mas os policiais informaram que foram apenas rojões disparados pelos próprios torcedores.

Depois desta nova vitória em casa, o Corinthians voltará a campo pelo Paulistão na próxima quarta-feira, contra a Ponte Preta, às 21h45, atuando mais uma vez no Itaquerão. No mesmo dia, às 15 horas, o Ituano terá pela frente o Água Santa, em Diadema.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 ITUANO

CORINTHIANS - Cassio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Maycon, Guilherme (Alan Mineiro) e Lucca (Danilo); André. Técnico: Tite.

ITUANO - Fabio; Pacheco, Naylhor, Leo e Peri; Guly, Wellington Simião, Marcelinho e Claudinho; Fernando Viana (Ruan) e Guilherme (Igor). Técnico: Tarcisio Pugliese.

GOL - Felipe, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Norberto Lacerda.

CARTÕES AMARELOS - Peri, Guly e Alan Mineiro.

PÚBLICO - 28.491 pagantes.

RENDA - R$ 1.442.312,00.

LOCAL - Itaquerão, em São Paulo (SP).

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX