1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

No sufoco, Portugal escapa de eliminação e ganha sobrevida

Mateus Silva Alves - enviado especial a Manaus - O Estado de S. Paulo

22 Junho 2014 | 21h 17

Gol de Varela aos 49 minutos do segundo tempo deu ao time português o empate por 2 a 2 com os Estados Unidos em Manaus

Faltaram poucos segundos para Portugal ser eliminado neste domingo da Copa do Mundo. Foi graças a um gol de Varela que o time português empatou por 2 a 2 com os Estados Unidos, mesmo jogando mal, e garantiu sobrevida no torneio – terá de vencer Gana na quinta-feira para ir às oitavas de final.

Para um time pressionado por uma derrota constrangedora na estreia na Copa, nada melhor do que ganhar um gol de presente logo no início do jogo. Portugal agradeceu ao zagueiro Cameron, que cometeu erro grosseiro ao tentar cortar um cruzamento de Miguel Veloso e mandou a bola no pé de Nani. O atacante não teve o menor trabalho para abrir a contagem.

Alívio para os portugueses, agonia para os norte-americanos, que precocemente se viram tendo de escalar uma montanha. Passado o choque, o time dos Estados Unidos foi ganhando metros no campo e se aproximando da área adversária.

No fim, Portugal empata com EUA e fica vivo na briga
Jorge Silva/Reuters

Em partida emocionante na Arena Amazônia, Portugal empatou no último minuto com os Estados Unidos e continua vivo no Grupo G.

Portugal, também por causa do calor e da umidade de Manaus, queria um ritmo lento como o fado, mas os norte-americanos tinham outra ideia. Eles preferiam um rock bem acelerado para tirar proveito da lentidão da defesa europeia. Funcionou tão bem que os Estados Unidos tiveram algumas boas oportunidades para empatar a partida ainda no primeiro tempo, mas faltou melhor pontaria.

Cristiano Ronaldo corria o campo todo à procura de um passe que o deixasse em condições de arrancar na direção do gol, mas esse passe nunca aconteceu. É a diferença principal entre jogar na seleção de Portugal e no Real Madrid.

Nos minutos finais do primeiro tempo, os portugueses saíram do sufoco. E quase marcaram com um chute de Nani que acertou a trave. No rebote, Howard evitou o gol de Éder.

Depois do intervalo, Portugal decidiu recuar para conseguir alguns contra-ataques. Boa ideia para quem tem um puro-sangue como Cristiano Ronaldo, mas não deu certo. Nas poucas vezes em que foi lançado, o astro mostrou uma insegurança incomum. E o recuo português permitiu aos Estados Unidos atacar à vontade.

Na etapa inicial, o lado esquerdo da defesa portuguesa foi um desastre. Paulo Bento tentou resolver o problema tirando o lateral André Almeida e deslocando o volante Miguel Veloso para lá, mas não funcionou. Johnson, lateral-direito norte-americano, fazia o que queria por lá e em uma de suas investidas deixou Bradley sem goleiro, mas o gol não saiu porque Ricardo Costa fez esforço heroico para cortar o chute do adversário em cima da linha.

Poucos minutos depois, no entanto, não teve jeito. Jermaine Jones apanhou o rebote de um escanteio, acertou um lindo chute de fora da área e empatou o jogo. O que foi bastante merecido, diga-se de passagem, como foi merecido o gol de Dempsey que virou o placar.

Nos minutos finais, o desespero tomou conta de Portugal. Os chutões para a área não funcionavam, nem os milhares de passes na direção de Cristiano Ronaldo. Até que o astro, a poucos segundos do fim, acertou um cruzamento na cabeça de Varela e Portugal estava salvo da derrota. Foi por um fio.

FICHA TÉCNICA

ESTADOS UNIDOS 2 x 2 PORTUGAL

ESTADOS UNIDOS - Tim Howard; Fabian Johnson, Geoff Cameron, Matt Besler e DaMarcus Beasley; Kyle Beckerman, Jermaine Jones, Alejandro Bedoya (Yedlin), Michael Bradley e Graham Zusi (Gonzalez); Clint Dempsey (Wondolowski). Técnico: Jürgen Klinsmann.

PORTUGAL - Beto; João Pereira, Ricardo Costa, Bruno Alves e André Almeida (William Carvalho); Miguel Veloso, João Moutinho, Raul Meireles (Varela), Nani e Cristiano Ronaldo; Helder Postiga (Éder).

Técnico: Paulo Bento.

GOLS - Nani, aos 4 minutos do primeiro tempo; Jermaine Jones, aos 18, Clint Dempsey, aos 35, e Varela, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Jermaine Jones (Estados Unidos).

ÁRBITRO - Nestor Pitana (Fifa/Argentina).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 40.123 presentes.

LOCAL - Arena Amazônia, em Manaus (AM).

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo